Obra musical de Jorge Salomão é celebrada em ‘Poéticas’, disco com 14 gravações inéditas


Chico Chico, Frejat, Mônica Salmaso, Renato Braz, Wanderléa e Zeca Baleiro integram o elenco que interpreta repertório selecionado pelo próprio compositor. Jorge Salomão, morto no sábado, teve tempo de selecionar as 14 músicas do álbum ‘Poéticas’
Elena Moccagatta / Reprodução Facebook Jorge Salomão
♪ Quando o Selo Sesc lançar o álbum Poéticas, com gravações inéditas de 14 músicas da obra musical de Jorge Salomão (3 de novembro de 1946 – 7 de março de 2020), o disco soará inevitavelmente como tributo póstumo ao poeta e compositor baiano que saiu de cena no sábado, aos 73 anos.
Mas o fato é que a homenagem foi prestada em vida. Gravado com produção de Luiz Nogueira, sob direção musical de Mário Gil, o disco começou a ganhar forma no fim de 2019 com repertório selecionado pelo próprio letrista.
Jorge escolheu 14 músicas, sendo quatro inéditas e dez já conhecidas em outras vozes. Uma das inéditas, parceria do compositor com Laura Finocchiaro, foi confiada ao cantor Chico Chico, filho de Cássia Eller (1962 – 2001), intérprete de Barraco (Roberto Frejat e Jorge Salomão, 1990).
Já o principal sucesso do cancioneiro pop do letrista poeta – Noite, parceria com Nico Rezende lançada na voz de Zizi Possi em gravação que impulsionou o álbum Amor & música (1987) – será ouvida na voz de Renato Braz, (grande) cantor identificado com as tradições da MPB.
Outra parceria de Jorge com Nico Rezende – Pseudo-blues, lançada por Marina Lima no álbum Virgem (1987) no mesmo ano em que Zizi estourou nas paradas com Noite – ganhou interpretação de Mônica Salmaso, (grande) cantora da mesma linhagem de Renato Braz.
Zeca Baleiro foi convidado a gravar o blues Comendo vidro, parceria de Jorge com Guto Goffi lançada pela banda Barão Vermelho no álbum Supermercados da vida (1992).
Áurea Martins, Frejat (parceiro frequente de Jorge Salomão nos anos 1990), Jussara Silveira, Patrícia Mellodi, Wanderléa e Zélia Duncan também integram o elenco que dá voz a letras de Jorge Salomão no álbum Poéticas.