Obesidade aumenta 70% no Brasil e pode levar à morte; veja riscos

O número de pessoas com obesidade cresceu em aproximadamente 70% entre 2006 e 2018, de acordo com pesquisa do Ministério da Saúde. Em 13 anos, a população de obesos no país saltou de 11,8% para quase 20%.

A análise contou com mais de 33 mil entrevistados das capitais de todos os estados brasileiros e Distrito Federal.

Quem é considerado obeso?

O método utilizado para definir o que é obesidade ou sobrepeso foi a adoção do IMC (índice de massa corporal). O excesso de peso (sobrepeso) é considerado quando o IMC do indivíduo varia de 25 a 29,9. Já a obesidade foi associada a valores acima de 30.

A taxa de obesidade é maior entre adultos de 25 a 34 anos (cerca de 84,2% são obesos) e entre 35 e 44 anos (81,1%).

Apesar das pesquisas anteriores mostrarem que o excesso de peso é mais frequente entre homens, o estudo desta vez apontou um maior nível de obesidade entre as mulheres – 20,7%, enquanto os homens atingiram 18,7%.

E o sobrepeso?

No Brasil, mais da metade da população tem sobrepeso (55,7%). Em 2006, o percentual era de pouco mais de 42%.

A mesma porcentagem (55,7%) corresponde à taxa de excesso de peso entre os jovens de 18 a 24 anos. E há riscos de se tornarem obesos quando mais velhos. Por isso, a importância de se cuidar desde cedo.

Além disso, a pesquisa ainda mostra que as mulheres estão mais acima do peso (40%) do que os homens (27,7%). Veja:

O que é obesidade

A obesidade é uma doença caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura no corpo. Normalmente, é causada pelo alto consumo de alimentos não-saudáveis e baixa realização de atividades físicas. Em outras palavras, a obesidade ocorre quando a quantidade de calorias consumidas é maior do que as calorias eliminadas.

Consequências da obesidade

Entre as possíveis consequências da obesidade estão:

Câncer
Diabetes
Hipertensão
Colesterol alto
Infarto
Problemas cardíacos
Depressão
Asma
Distúrbios do sono
Infecções de pele

Devido aos riscos de desenvolver tantas doenças (muitas delas crônicas), a obesidade pode ser considerada fatal. Uma análise realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que o sobrepeso e a obesidade são responsáveis por mais de 300 mil mortes por ano na América Latina e Caribe. O número ultrapassa a quantidade de pessoas mortas por assassinatos (166 mil).

Como tratar e como prevenir

A conduta mais recomendada para prevenir e até mesmo tratar a obesidade é adotar uma vida mais saudável. Para isso, é preciso ingerir menos calorias e investir nas atividades físicas.

Apesar dos tratamentos farmacológicos e da cirurgia bariátrica auxiliarem na perda de peso pontual, eles não envolvem mudanças no estilo de vida capazes de combater a doença.

Por isso, adotar um estilo de vida mais equilibrado é essencial para que os índices de obesidade não aumentem novamente e as complicações de saúde persistam.

Dicas para combater a obesidade

Confira os melhores exercícios para pessoas com obesidade

Evite estes erros ao lutar contra a balança

Veja como amenizar a obesidade infantil