‘O homem já ganhou’; ‘bota lá no grupo’: resultados chegam com jingles de vitória já prontos


Mesmo antes do resultado do 1º turno produtoras já tinham transformado ‘Homem disparou’ em ‘Homem já ganhou’. Hits de Ivete e pisadinha viraram ‘músicas para debochar e comemorar’. Produtoras de jingles já oferecem canções genéricas de vitórias com versões de hits
“O homem disparou”, jingle genérico que virou hit durante a eleição de 2020, virou “O homem já ganhou”. Outros sucessos de Ivete Sangalo e Barões da Pisadinha que tinham ganhado versões de campanha, agora têm letras “para debochar e comemorar”.
Mesmo antes de os resultados do 1º turno seram anunciados, produtoras de jingles já corriam neste final de semana para divulgar suas músicas em versões genéricas para os candidatos terem a opção pronta em caso de vitória.
Desde sexta-feira o YouTube e as listas de Whatsapp das produtoras já estavam cheios de ofertas de músicas prontas para a comemoração. Ouça exemplos acima.
Jingles prontos para vitórias de candidatos oferecidos por produtoras no YouTube
Reprodução
Abaixo, no podcast G1 Ouviu, entenda como os grandes fenômenos musicais da campanha brasileira em 2020 foram o jingle genérico “O homem disparou” e as versões de sucessos antigos adaptadas sem autorização dos autores com letras eleitorais.
Leia as reportagens da cobertura musical das eleições 2020 no G1:
Paródia ou reciclagem? Como a campanha eleitoral de 2020 virou um festival de hits reaproveitados
‘O homem disparou’: como um jingle eleitoral genérico em ritmo de pisadinha se espalha pelo Brasil
Ritmo dos jingles: forró é estilo mais presente nas campanhas para prefeito em capitais; veja mapa
Clipe de ‘O homem disparou’, gravado no Piauí. O jingle genérico foi composto por César Araújo (centro) e gravado em parceria com Karkará (direita), que fez um álbum só com músicas de campanha que podem se encaixar para qualquer candidato
Divulgação
No ritmo dos jingles
Élcio Horiuchi / G1