O cachorro que viralizou por aprender a usar ônibus, bonde, metrô e balsa em Istambul


Descrito como uma “mistura de pastor-da-anatólia”, Boji pega ônibus, metrô, bondes e balsas. Em Istambul, cachorro circula por balsas e metrô da cidade
O vira-latas Boji tornou-se uma celebridade nas ruas de Istambul.
Descrito como uma “mistura de pastor-da-anatólia”, ele pega ônibus, metrô, bondes e balsas.
Ninguém sabe como Boji aprendeu a navegar pelo sistema de transporte público. Mas um motorista de bonde, que conhece o cachorro, disse que suas boas maneiras ao entrar e sair do veículo deveriam servir de exemplo para todos os passageiros humanos.
Ele adora andar de bonde
Animal é descrito como uma ‘mistura com pastor-da-anatólia’
Getty Images
Boji tem conquistado os moradores de Istambul. E ao mesmo tempo muitos se perguntam como ele adquiriu o hábito de pegar transporte público.
Aylin Erol, que trabalha para o sistema de metrô de Istambul, diz que depois de ver fotos do cachorro espalhadas nas redes sociais, ele e sua equipe decidiram implantar um microchip no cão para rastrear seus movimentos com precisão.
Para a surpresa deles, descobriram que Boji passa por pelo menos 29 estações de metrô diariamente e chega a cobrir distâncias de até 30 km por dia.
Situada entre as costas da Europa e da Ásia, Istambul tem um complexo sistema de balsas, que faz parte do itinerário de Boji.
Ele adora um passeio de balsa
Balsas são parte integrante da viagem em Istambul
Getty Images
Boji foi visto até viajando em uma balsa no mar, em uma viagem para as Ilhas dos Príncipes no Mar de Mármara, na costa de Istambul.
A popularidade crescente de Boji acabou dando origem a uma conta no Twitter criada em seu nome.
A página @boji_ist acumula mais de 90 mil seguidores desde que surgiu em setembro.
“Ele sabe para onde ir. Ele sabe onde descer”, conta Erol. “É como se ele soubesse para onde está indo.”
Ele agora tem um microchip
Boji observa o mundo passar
Getty Images
Boji recebeu vacinas para sua segurança e das demais pessoas ao seu redor.
O microchip conectado a um aplicativo móvel permite que as autoridades acompanhem seu estado de saúde.
Funcionários do sistema público de transportes podem assim se certificar de que ele está comendo bem e bebendo água. Boji também tem consultas regulares com um veterinário do governo.
Um post de 11 de outubro em sua conta no Twitter traz um vídeo que o mostra pesando 42kg, relatando que o cão engordou um pouco.
Origem do nome
Transporte público de Istambul atende 15 milhões de pessoas, e um cachorro
Getty Images
De acordo com dados do rastreador, o meio de transporte preferido de Boji é o bonde.
Adequado para uma criatura cujo nome vem da tecnologia ferroviária.
Boji é a palavra turca para “truque ferroviário” ou “bogie”, uma estrutura com rodas embaixo dos vagões para dar ao veículo maior estabilidade durante o percurso.
Aparentemente, foi assim que ele ganhou seu nome — funcionários do sistema público de transportes começaram a chamá-lo de “Boji” ao observá-lo frequentemente viajando na parte superior dessa estrutura.
Ele é muito popular
Autoridades da cidade acompanham os movimentos de Boji e sua saúde
Getty Images
Por ter se tornado um rosto familiar, Boji virou uma verdadeira celebridade: recebe afagos e participa de selfies dos passageiros.
De acordo com os serviços veterinários do Município Metropolitano de Istambul, a cidade abriga mais de 300 mil cães e gatos sem dono, mas algumas pessoas acreditam que essa é uma estimativa conservadora.
Animais abandonados despertam reações acaloradas nos moradores da cidade turca.
Na década de 1990, a cidade enviou equipes de extermínio para lidar com o número crescente de cães e gatos vivendo nas ruas. Mas depois de uma forte reação pública, essa política foi anulada.
Agora, as autoridades do município só recolhem os animais para castrá-los, vaciná-los e tratar de complicações médicas. Suas orelhas são marcadas para identificação e eles retornam ao local onde foram encontrados.
É um passageiro bem comportado
Boji é definitivamente bem visto em Istambul.
“Você pega o trem e, de repente, vê Boji”, diz Aylin Erol. “Você apenas sorri e aproveita o momento.”
“Isso é o que Boji evoca para os moradores de Istambul. Ele nos lembra que ainda podemos aproveitar Istambul em meio à correria”, diz Erol.