NUNCA PARE DE APRENDER

Alguns estudos ensinam-nos que aprender a segunda língua estrangeira é mais fácil do que quando estamos “brigando” em aprender a primeira. Tal situação  ocorre por desenvolver áreas e trilhas de nossos cérebros, que ainda não tínhamos percorrido, e ao reutilizarmos tais caminhos, já existe uma estrada construída.

Esse e outros estudos podem trazer milhares de explicações “neuro-mega-super- científicas”, e, certamente, importantes. Mas, ao lermos, podemos criar uma barreira enorme, ao transportar para o nosso dia a dia. Nosso objetivo é traduzir esse conceito de desenvolvimento pessoal em coisas e atividades simples, que pessoas comuns (como você e nós) possam colocá-las em prática e realmente mudar.

Não temos a menor pretensão de explicar conceitos teóricos, mas gostaríamos de traduzir dois momentos simples, relacionados à importância do aprendizado e que todos podem colocar em prática.

Atualmente, trocamos e renovamos a tecnologia de forma rápida, e se a compararmos com o passado, teremos a sensação de que surgem outras, novas, antes mesmo de nos familiarizar com as antigas. Você também tem essa sensação? O desenvolvimento de aprendizado e aperfeiçoamento contínuo mantém-nos conectados com a atualidade, o que se transforma em ponte para o futuro e, quanto mais nos preocuparmos com a manutenção de tudo isso, menor resistência teremos ao novo. Consequentemente, diminuímos a chance de transformar-nos em seres obsoletos.

Porém, cuidado com a enxurrada de novidades. Não afunde com a overdose de conhecimento, que surge diariamente. Aprenda, compreenda e pratique, antes de passar para a próxima lição.

Pense, também, em seu poder de conexão: quanto mais aprendizado, prática e absorção de conhecimento tiver, mais simples será criar correlação entre as coisas. Em um universo extremamente dinâmico, a capacidade de criar os pontos, certamente, será fundamental para a inovação e para a transformação pessoal, que buscamos.

Duas sugestões simples, mas que fazem a diferença: aprenda, para não ser obsoleto, e, também, para conectar os pontos em novas soluções.

Temos certeza  de que  pode soar como o óbvio, mas muitas pessoas rejeitam o aprendizado, por uma simples razão: ao iniciar o processo de conhecer o novo, saímos de nossa zona de conforto, o que  pode gerar medo e insegurança.

Sair da zona de conforto é arriscado, quando o fazemos de forma não natural. Lembre-se de quando era criança e estava aprendendo a andar. Certamente, no primeiro dia, não começou a correr. Aprendeu a equilibrar-se, a manter-se em pé, a caminhar de forma desengonçada.  Depois, andou e, em pouco tempo, estava correndo e deixando seus pais quase doidos. Mesmo a habilidade de caminhar ter sido aprendida logo nos primeiros anos, quem, quando adulto, por vezes, não escorrega e cai?

O que esse exemplo tem de aprendizado?  Para aprender a andar, você realizou os 3 princípios básicos do processo: observação, conhecimento e prática.  Primeiro, observou que crianças e adultos andavam e você não. Certamente, isso despertou um interesse em como desenvolver tal habilidade. Depois, adquiriu conhecimento, muitas vezes, estimulado por seus pais, a manter-se em pé. Vemos aqui uma reflexão extra: como é mais simples, quando o conhecimento é transmitido por quem gostamos, pois temos a sensação de que encurtamos caminhos de maneira extraordinária. Por fim, praticou e não desistiu. Dia após dia, equilibrava-se em móveis, por vezes caía e levantava, para tentar novamente, até que, após algum treino, caminhou perfeitamente. O processo de aprendizado sempre será composto por Observação, Conhecimento e Prática. Não se permita abandonar, sequer, um desses pilares.

Para mantermos nosso processo de aprendizado, precisamos manter o mesmo espírito de quando aprendemos a andar. Simples e fácil: observação, conhecimento e prática. Mas, talvez você (mesmo concordando) está questionando-se: o que falta a aprender? Para tal pergunta, não temos a resposta.

A única coisa que pontuamos, ao certo, é que independente de quanto sabemos, sempre existirá um universo repleto de dúvidas, cuja  resposta, precisamos encontrar . A grande diversão não reside em sabermos algo, mas no caminho que percorremos durante o aprendizado.

Aprender, diariamente, com situações boas e ruins, com  excelência  em habilidades que ainda estamos  desenvolvendo, acreditamos ser a chave da real prosperidade, por conseguirmos, verdadeiramente, aprender,  ser atual e facilitar  a conexão  dos pontos que vivemos em nossa jornada.

Em toda e qualquer situação, temos a oportunidade de aprender a ser melhor, mais eficiente e colaborativo a nós e aos outros. Portanto, perguntamos: como você está investindo, para ser melhor a cada tentativa e transformar tudo isso em um aprendizado constante?

Programa Inova 360

Programa Inova 360
Programa Inova 360

Fernando dos Reis é Coach e Gestor de equipes de alto desempenho, com foco no desenvolvimento pessoal, aplicados na vida real. Ao desenvolvermos nossos comportamentos buscando Liderança Pessoal, Atitudes Vencedoras e como nos Reenergizar de forma simples, conseguiremos alcançar nossas metas com o equilíbrio necessário.

Perguntas e comentários podem ser enviados em meu instagram em: @fernando.dos.reis