Número de indígenas mortos pela Covid-19 sobe para 15 em RO


Estado também contabiliza 682 casos positivos casos da doença. Dados foram levantados pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira. 13 povos foram atingidos pela Covid-19 em Rondônia
Reprodução/Rede Amazônica
Quinze indígenas morreram pela Covid-19 em Rondônia, segundo dados levantados pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coaib), até a última segunda-feira (10). O vírus já infectou indígenas de 13 povos no estado e fez vítimas em sete deles.
Os dados da Coordenação também apontam que o estado contabiliza 682 casos positivos do novo coronavírus, além de 51 com suspeita da doença.
Os povos atingidos pelos vírus, segundo a Coiab, são:
Arara Karo;
Cinta Larga;
Karitiana;
Kanoê;
Kassupa;
Mura;
Oro War;
Puruborá;
Paiter Suruí;
Sakirabiat;
Tupari;
Wajuru;
Zoro.
Os Cinta-Larga são o povo com o maior número de óbitos no estado (4), a frente dos Karitiana (2), Arara (1), Mura (1), Puruborá (1), Sakirabiat (1) e Wajuru (1). Quatro indígenas ainda não tiveram a tribo identificada.
Entidades temem avanço de grileiros em terras indígenas e disseminação de coronavírus
Povos atingidos pela Covid-19 na Amazônia Legal
Coiab/Divulgação
Ainda segundo a Coiab, são contabilizadas 564 mortes entre 90 povos indígenas pela Covid-19 em toda a Amazônia Legal, sendo o Amazonas o estado com o maior número de vítimas: 186. O maior número de casos se encontra no Pará, com 4.265 infecções confirmadas entre 24 etnias.
O levantamento da Coiab é feito com base em boletins informativos e notas de falecimento emitidas pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, além de relatos de lideranças indígenas, profissionais da saúde indígena e organizações que fazem parte da rede da organização.
Demarcação de terras indígenas reduziu o desmatamento na Amazônia, diz estudo
Integram a Amazônia Legal os estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.
Dados do DSEI e Sesau
Os Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) de Porto Velho e Vilhena registraram até a última terça-feira (11) 679 casos de Covid-19 entre os povos em Rondônia, sendo 93 ainda ativos, e 14 óbitos.
Enquanto a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) contabilizou no mesmo dia 693 casos entre indígenas, sendo 285 só na região de Guajará-Mirim, e 12 óbitos.
Initial plugin text