Neil Young desiste de se apresentar em festival por causa pandemia


‘Minha alma me diz que seria errado’, afirmou músico de 75 anos, dizendo ainda temer por público reunido. Neil Young durante apresentação em Washington em novembro de 2015
REUTERS/Joshua Roberts/Arquivo
Neil Young desistiu de se apresentar no Farm Aid 2021. Co-criador do festival que, desde 1985, beneficia famílias de agricultores endividados nos Estados Unidos, ele disse temer pelo público reunido em tempos de crescimento da pandemia.
A 36ª edição do evento está programada para 25 de setembro, no anfiteatro Xfinit, em Connecticut. Os ingressos, que começaram a ser vendidos em 23 de julho, já estão esgotados.
Segundo a organização, a entrada só será liberada após apresentação de comprovante de vacinação ou teste negativo para Covid-19. No ano passado, o festival aconteceu de forma virtual por conta da pandemia.
“Me peguei pensando se o Farm Aid será seguro para todos com a pandemia se Covid em alta. Me preocupo muito com isso. Não queria decepcionar ninguém, mas eu ainda não consigo parar de sentir que isso não deve ser seguro para todos. Me preocupo com o público reunido nesses tempos”, escreveu Young em seu site oficial.
“Todos vocês que não conseguem ir a um show porque ainda não se sentem seguros, estou com você. Eu não quero que você me veja tocando e pense que isso seguro agora. Eu não quero tocar até que você se sinta seguro e esteja, de fato, seguro”, seguiu o músico.
“Minha alma me diz que é errado arriscar que alguém morra porque queria ouvir música e estar com amigos. Não importa onde você estiverem, eu estou com você, Nós voltaremos. Há muito trabalho a fazer juntos.”
Apesar do anúncio de desistência de Young, o festival segue agendado e artistas como Willie Nelson, John Mellencamp e Dave Matthews continuam na programação.
Vídeos: Saiba tudo sobre entretenimento com o Semana Pop