Nando Reis se irmana com o filho Sebastião em EP no qual rebobina hits e lados B da obra autoral


♪ O mundo é bão, Sebastião. No título e no refrão dessa música apresentada pela banda Titãs há 20 anos no álbum A melhor banda de todos os tempos da última semana (2001), o autor da composição, Nando Reis, mandou recado para o filho, Sebastião Reis, então com seis anos.
Atualmente com 25 anos, Sebastião Reis também é músico e se irmana com o pai nas seis faixas que compõem o EP Nando & Sebastião, lançado nesta sexta-feira, 7 de maio.
O repertório do disco é formado por seis títulos do cancioneiro autoral de Nando, com seleção que inclui hits, como Os cegos do castelo (1997), mas que é dominada por temas menos batidos – casos de Eles sabem (2000), A minha gratidão é uma pessoa (2001), Para luzir o dia (2006) e Luz antiga (2009) – dessa obra que vem sendo exaustivamente rebobinada pelo cantor e compositor paulistano nos últimos anos em discos e shows.
O EP Nando & Sebastião foi gravado no Space Blues Studio, na cidade de São Paulo (SP), com produção musical dividida entre Alexandre Fontanetti, Felipe Cambraia e o próprio Sebastião Reis.
Capa do EP ‘Nando & Sebastião’, de Nando Reis e Sebastião Reis
Divulgação
O disco está sendo divulgado com foco na abordagem de Resposta (1998), apaixonante balada composta por Nando com Samuel Rosa e apresentada pela banda Skank no álbum Siderado (1998). Em Resposta, pai e filho cantam juntos e tocam os respectivos violões na gravação adornada com o toque do mandolim de Alexandre Fontanetti.
As vozes de Nando e Sebastião se harmonizam sobressalentes nas seis gravações desse EP que também traz o canto de outro filho de Nando, Theo Reis, na gravação da já mencionada canção Para luzir o dia.
Theo – cabe lembrar – lidera com Sebastião a banda Dois Reis, criada em 2013 para celebrar a obra de Nando Reis, mas já com álbum de repertório autoral, Dois Reis (2017), no currículo.