Músicas para descobrir em casa – ‘Canção de amor’ (Guilherme Arantes e J. C. Costa Netto, 1988) com Leila Pinheiro


Capa de ‘Alma’, álbum de Leila Pinheiro que apresentou em 1988 a gravação original de ‘Canção de amor’, de Guilherme Arantes e J. C. Costa Netto
Ana Regina Nogueira
♪ MÚSICAS PARA DESCOBRIR EM CASA – Canção de amor (Guilherme Arantes e J. C. Costa Netto, 1988) com Leila Pinheiro
♪ Em 1988, o compositor paulistano Guilherme Arantes ainda estava no auge da produção autoral – já consagrado como um dos maiores arquitetos do pop brasileiro da década de 1980 – quando abriu parceria com o letrista conterrâneo José Carlos Costa Netto.
Canção de amor foi a primeira das cinco músicas da parceria de Arantes e Costa Netto, encerrada em 1994 com a gravação da composição Chama pela cantora Ná Ozzetti.
Com letra metalinguística que versava sobre o poder de sedução das músicas românticas, Canção de amor foi apresentada na voz de Leila Pinheiro, artista paraense projetada nacionalmente três anos antes da gravação ao defender o samba Verde (1985) – obra-prima do compositor paulistano Eduardo Gudin com o mesmo Costa Netto – no Festival dos festivais, promovido e exibido pela TV Globo em 1985.
Canção de amor foi a quarta das nove músicas do segundo álbum de Leila Pinheiro, Alma, lançado em 1988 com produção musical de Renato Corrêa. A última faixa do lado A na disposição do LP original.
Cantora de técnica exemplar, Leila valorizou Canção de amor com a dose exata de sentimento em gravação primorosa feita com arranjo do pianista Jota Moraes. Com pleno alcance vocal, como percebido na subida de tom em perfeita sincronia com o verso “E eleva o tom na voz”, a intérprete fez o ouvinte viajar nesta canção em que a letra de Costa Netto se afinou com a atraente melodia de Guilherme Arantes.
Sem jamais ter sido promovida pela diretoria de marketing da gravadora Polygram, que ignorou o potencial da faixa para se tornar hit radiofônico ou tema de novela, Canção de amor é música para almas e corações que deliram com… canções de amor.
Feita com os músicos Ari Mendes (guitarra), Jamil Joanes (baixo) e Jurim Moreira (bateria), além do arranjador Jota Moraes nos teclados, a gravação original de Canção de amor é uma das joias raras escondidas na discografia de Leila Pinheiro.
A música somente foi regravada uma única vez – sem sequer evocar o brilho do registro original – pela cantora Daniela Procopio no disco A voz da mulher na obra de Guilherme Arantes (2012), tributo à maestria do compositor parceiro de J. C. Costa Netto nessa memorável Canção de amor lapidada por Leila Pinheiro com mix preciso de técnica e emoção.
♪ Ficha técnica da Música para descobrir em casa 10 :
Título: Canção de amor
Compositores: Guilherme Arantes e J.C. Costa Netto
Intérprete original: Leila Pinheiro
Álbum da gravação original: Alma
Ano da gravação original: 1988
Regravações que merecem menções: a de Daniela Procopio no disco A voz da mulher na obra de Guilherme Arantes (2012)
♪ Eis a letra de Canção de amor :
“Viver do pouco que você me dá
Às vezes é tão difícil sonhar
Por mais comum que seja essa dor
Não vai nunca ser vulgar uma canção de amor
Por mais que a rima seja banal
O amor é sempre original
E assim delira o meu coração
E ouve você dizer ‘sim’ nesta canção
E eleva o tom na voz
Me faz brilhar
E, de repente, a sós, me faz calar
Só me faz calar
Me faz tremer a mão
Me rouba a paz
Me tira os pés do chão
E eu vou atrás
E eu vou atrás
Talvez você já fale em partir
Desculpe se eu não consigo ouvir
Nem mais adianta abaixar o som
É tarde, já viajei nesta canção
E eleva o tom na voz
Me faz brilhar
E, de repente, a sós, me faz calar
Só me faz calar
Me faz tremer a mão
Me rouba a paz
Me tira os pés do chão
E eu vou atrás
E eu vou atrás
Talvez você já fale em partir
Desculpe se eu não consigo ouvir
Nem mais adianta abaixar o som
É tarde, já viajei nesta canção de amor”