Museu que cedeu vestido de Marilyn Monroe a Kim Kardashian diz que influencer não danificou peça


Fotos mostram que roupa perdeu cristais e ficou esgarçada após ser emprestada a Kim Kardashian para o MET Gala. Ripley’s Believe It or Not! diz que não houve danos e que importância histórica está preservada. Para Ripley’s Believe It or Not!, museu de Nova York que emprestou o vestido de Marilyn Monroe à influencer Kim Kardashian, as fotos abaixo estão exatamente iguais:
Vestido icônico de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian no Met Gala 2022 aparece danificado
Reprodução/Instagram/The Marilyn Monroe Collection
Nesta quinta-feira (16), o estabelecimento disse, por meio de comunicado oficial, que a caminhada de Kardashian pelas escadas do Metropolitan Museum, no MET Gala, gerou bastante agitação, mas “seguramente não causou danos ao famoso vestido usado por Monroe” em 1962, quando a atriz cantou “Parabéns a você” ao ex-presidente americano John F. Kennedy.
“Dos primeiros degraus das escadas do Metropolitan, onde Kim colocou o vestido, até o topo, onde ela o devolveu, a roupa estava exatamente nas mesmas condições do começo”, afirma o texto.
Aparentemente, os representantes do Ripley’s Believe It or Not! não notaram o tecido esgarçado e a ausência de alguns cristais na peça.
O saldo, segundo o museu, foi positivo, já que o empréstimo do vestido colaborou para tornar Monroe mais famosa.
“Não importa de que lado do debate você esteja, a importância histórica do vestido não foi negada, mas sim destacada. Um grupo inteiramente novo de jovens foi apresentado ao legado de Marilyn Monroe.”
Vestido icônico de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian aparece danificado