Museu do Louvre continua fechado por causa de coronavírus


Funcionários do museu decidiram em assembleia que não iriam comparecer ao trabalho. Feira do Livro de Paris também foi cancelada por conta do vírus. Na foto, de julho de 2019, pessoas são vistas na praça com a pirâmide em frente ao Museu do Louvre, em Paris.
Regis Duvignau/Reuters
O museu do Louvre em Paris permanecia fechado nesta segunda-feira (2) até novo aviso, depois que seus funcionários, preocupados com a epidemia de coronavírus, exercitaram pelo segundo dia consecutivo o direito de não comparecer ao trabalho.
Os trabalhadores do museu mais visitado do mundo, que recebeu 9,6 milhões de visitantes em 2019, votaram por unanimidade em assembleia geral para exercer esse direito, disse à AFP Christian Galani, funcionário do Louvre e representante do sindicato.
Já no domingo (1º) o museu ficou fechado durante todo o dia por causa do “perigo sério e iminente” para a “vida ou saúde” dos funcionários.
A França anunciou no sábado (29) o cancelamento de todas os eventos de mais de 5.000 pessoas em locais fechados.
Como o medo do coronavírus está alterando rota do pop
A Feira do Livro de Paris também foi cancelada nesta segunda-feira (2), após o sindicato dos editores respeitar a proibição do governo de realizar grandes eventos no país.
O país se tornou um novo foco de contaminação do novo coronavírus na Europa, com 130 casos confirmados e duas mortes desde o final de janeiro.
Initial plugin text