Motorista morto em acidente usava piloto automático da Tesla

Carro da Tesla se envolve em acidente com sistema autônomo ligado

Carro da Tesla se envolve em acidente com sistema autônomo ligado
Reprodução/YouTube

A agência de segurança de transporte dos EUA divulgou um relatório que conclui que o acidente entre um carro da Tesla e um caminhão ocorreu enquanto o sistema de piloto autônomo estava ligado. A colisão entre os dois veículos ocorreu no dia 1º de março, na Flórida, e o proprietário do modelo elétrico morreu.

Leia mais: Tesla vai atualizar software de bateria após incêndios em carros

Segundo as informações iniciais das investigações, o piloto automático foi acionado cerca de 10 segundos antes do acidente acontecer. O motorista também não estava com as mãos no volante.

A fabricante de carros elétricos, de Elon Musk, orienta seus clientes a permanecerem com as mãos no volante e atentos ao percurso, mesmo que o carro siga na estrada automaticamente. Alguns especialistas afirmam que o software de assistência de direção ter recebido o nome de “Autopilot” pode confundir.

“Os motoristas da Tesla registraram mais de um bilhão de quilômetros com o piloto automático acionado e nossos dados mostram que, quando usados ​​adequadamente por um motorista atento que está preparado para assumir o controle em todos os momentos, o sistema automático é mais seguro”, disse a Tesla em um comunicado.

Leia mais: Carro elétrico da Tesla pega fogo em estacionamento em Hong Kong

O primeiro acidente fatal envolvendo um modelo desenvolvido pela Tesla aconteceu em maio de 2016, também na Flórida. Assim como no caso deste ano, o sistema de piloto automático estava em funcionamento e não evitou o choque com um caminhão. 

Veja também: Como serão as cidades com os carros autônomos nas ruas