Morte de Tio Wilson dá aura trágica à trajetória da Lagum, banda pautada pela leveza pop


Com o terceiro álbum já pronto, o grupo mineiro fica sem o baterista presente desde a formação original em 2014. ♪ Notícia que surpreendeu e enlutou o universo pop brasileiro ao ser dada nas redes oficiais da banda mineira Lagum na madrugada deste domingo, 13 de setembro, a morte repentina do músico e compositor mineiro Breno Braga Batista (1986 – 2020) – baterista do grupo desde a formação original – dá aura trágica à trajetória ascendente de banda que vinha pavimentando a carreira com descontração e leveza pop.
Quinteto formado em 2014 e originado de Brumadinho (MG), município mineiro vítima de desastre ambiental, o Lagum se preparava para lançar o terceiro álbum neste ano de 2020.
Dois singles desse ainda inédito álbum – Hoje eu quero me perder e Será (gravado com a cantora Iza), apresentados em 20 de março e em 19 de junho, respectivamente – já tinham dado a pista da extroversão embutida no repertório do disco, já pronto.
Quando o álbum for lançado, o Lagum já não poderá contar na promoção com o talento e simpatia de Tio Wilson, o baterista que era mais velho do que os demais integrantes da banda – daí o apelido Tio Wilson, tornado nome artístico – e que morreu na noite de sábado, 12 de setembro.
A morte do baterista aconteceu no intervalo entre as duas apresentações do Lagum no evento Go Dream, em drive-in criado no estacionamento das Faculdades Milton Campos, no bairro Vila da Serra, em Nova Lima (MG), cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte conhecida como Grande BH. Tio Wilson sentiu indisposição e sofreu parada cardiorrespiratória, tendo a morte atestada por paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Com dois álbuns lançados, Seja o que eu quiser (2016) e Coisas da geração (2019), o Lagum fazia som calcado em mistura pop de balada, reggae e rock.
Como o show (sempre) tem que continuar, é certo que Pedro Calais (voz), Otávio Cardoso (voz e guitarra), Glauco Borges (guitarra), Francisco Jardim (baixo) permanecerão em cena e, após o choque e a tristeza com a morte de Tio Wilson, darão continuidade à trajetória da banda Lagum, popularizada a partir de 2018 com o sucesso da regravação da música Deixa (originalmente lançada em 2017) com a cantora Ana Gabriela.
Seja como for, a precoce e inesperada saída de cena do talentoso e carismático baterista Tio Wilson ecoará para sempre como a nota mais desafinada, o acorde mais triste, da carreira do grupo Lagum.