Milton Cunha e bambas contam como vão passar o carnaval em casa


Serão 28 desfiles divididos em dois dias de programação. Milton Cunha e Aílton Graça comentam desfiles. Milton Cunha e bambas contam como vão passar o carnaval em casa
Em um ano com o carnaval cancelado, nomes que fazem sucesso na Marquês e Sapucaí contaram como vão passar os dias de folia e como vão lembrar da festa em casa, seguindo os protocolos para evitar a contaminação pela Covid-19.
Um dos programas é conferir algumas das exibições mais marcantes, que serão mostradas em 28 compactos apresentados por Milton Cunha e Aílton Graça divididos na programação de sábado (13) e no domingo (14).
No sábado, os desfiles terão início após o programa “Altas Horas”, e no domingo, após o “BBB”. (Confira a lista dos desfiles abaixo).
Detalhe da ala das baianas da Unidos do Viradouro no desfile de 2020.
Marcelo Brandt/G1
““Meu carnaval vai ser dentro da minha casa, me produzindo muito e aproveitando esse mundo virtual, com muita alegria, com muita felicidade. Porque eu sei que isso vai passar. Suje a sua casa de carnaval, de papel picado”, afirmou o destaque Nelcimar Pires.
O carnavalesco Leandro Vieira vai relembrar “Maria Bethânia, a Menina dos Olhos de Oyá”, título que marcou suas estreia no Grupo Especial.
“O negócio é arrastar os móveis da sala, tirar a mesinha de centro. É manter fresca na memória das pessoas a importância dos desfiles. Relembrar antigos desfiles é manter viva a importância das escolas na memória coletiva do país”, disse o carnavalesco Leandro Vieira.
Desfila da Mangueira homenageou Maria Bethânia
Fábio Tito/G1
Max Lopes, carnavalesco autor de “Liberdade! Liberdade! Abra as Asas Sobre Nós”, desfile da Imperatriz Leopoldinense de 1989 que será relembrado, vai rever a própria criação.
“Foi um trabalho árduo, mas muito bem feito, bem acabado. Não tínhamos dia para trabalhar. Era de domingo a domingo e valeu a pena. Claro que emociona”, afirmou.
A escolha dos sambas foi feita por curadores especializados, com apoio das Ligas do Rio e de São Paulo e das próprias escolas de samba.
Confira lista de desfiles selecionados para a programação:
Desfiles de São Paulo
Águia de Ouro (2020) – “O poder do saber”
Mancha Verde (2019) – “Oxalá salve a princesa”
Mocidade Alegre (2014) – “Andar Com Fé Eu Vou… Que a Fé Não Costuma Falhar”
Acadêmicos do Tatuapé (2018) – “Maranhão: Os Tambores Vão Ecoar Na Terra da Encantaria”
Unidos de Vila Maria (2017) – “Aparecida – a rainha do Brasil – 300 anos de maor e fé no coração do povo brasileiro”
Dragões da Real (2017) – “Dragões canta Asa Branca”
Rosas de Ouro (2005) – “Mar de Rosas”
Tom Maior (2009) – “Uma nova Angola se abre para o mundo. Em nome da paz, Martinho da Vila canta a liberdade”
Império de Casa Verde (2005) – Brasil, se Deus é por nós, quem será contra nós”
Barroca Zona Sul (2020) – “Benguela, a Barroca clama a ti, Teresa”
Gaviões da Fiel (2003) – “Cinco deusas encantadas na corte do rei”
Colorado do Bras – 2019 – “Hakuna Matata, isso é viver”
Vai-Vai (2008) – “Vai-Vai Acorda Brasil”
Acadêmicos do Tucuruvi (2011) – “O Xente, o que seria da gente sem essa gente, São Paulo, a capital do Nordeste”
Desfiles do Rio de Janeiro
Acadêmicos do Salgueiro (1993) – “Peguei um Ita no Norte” (Explode Coração)
Mocidade Independente de Padre Miguel (1990) – “Vira Virou, a Mocidade Chegou”
Unidos do Viradouro (1998) – “Orfeu – O Negro do Carnaval”
Beija-Flor (1989) – “Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia”
Portela (2017) – “Quem Nunca Sentiu o Corpo Arrepiar ao Ver Esse Rio Passar”
Unidos da Tijuca (2010) – “É Segredo”
Imperatriz Leopoldinense (1989) – “Liberdade! Liberdade! Abra as Asas Sobre Nós”
Estação Primeira de Mangueira (2016) – “Maria Bethânia, a Menina dos Olhos de Oyá”
Unidos de Vila Isabel (1988) – “Kizomba, Festa da Raça”
Mocidade Independente de Padre Miguel (1985) – “Ziriguidum 2001”
Beija-Flor (2011) – “A Simplicidade de um Rei”
Acadêmicos do Grande Rio (2017) – “Ivete do Rio ao Rio”
Unidos do Viradouro (2020) – “Viradouro de Alma Lavada”
Império Serrano (2004 – reedição do samba de 1964) – “Aquarela Brasileira”
VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias