Microsoft anuncia compra da controladora da Bethesda por 7,5 bilhões de dólares


Com aquisição da ZeniMax Media, empresa passa a ser dona de franquias como Fallout, Doom, The Elder Scrolls e outros games. Valor é de cerca de R$ 40 bilhões. ‘Doom eternal’ foi anunciado pela Bethesda na E3 2018; após aquisição, franquia passa a fazer parte da divisão de jogos da Microsoft
Reprodução
A Microsoft anunciou nesta segunda (21) que irá adquirir a ZeniMax Media, empresa proprietária da Bethesda Softworks, uma das maiores desenvolvedoras e editoras de jogos do mundo, por 7,5 bilhões de dólares, cerca de R$ 40 bilhões.
Com a operação, franquias da Bethesda como The Elder Scrolls, Fallout, Doom, Quake, Wolfenstein e Dishonored entram para a divisão de jogos da Microsoft e fortalecem a oferta de jogos do Xbox.
A Microsoft disse que planeja trazer os futuros jogos da Bethesda para seu serviço de assinatura mensal Xbox Game Pass quando forem lançados no Xbox e computadores. O Game Pass agora tem mais de 15 milhões de assinantes, acrescentou a Microsoft.
“Os jogos são a categoria mais expansiva na indústria do entretenimento, já que as pessoas em todos os lugares recorrem aos jogos para se conectar, socializar e jogar com seus amigos”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft em comunicado.
“Conteúdo diferenciado de qualidade é o motor por trás do crescimento e valor do Xbox Game Pass – do Minecraft ao Flight Simulator. Como uma desenvolvedora e editora de jogos comprovada, a Bethesda obteve sucesso em todas as categorias de jogos e, juntos, promoveremos nossa ambição de capacitar mais de três bilhões de jogadores em todo o mundo”, completou Nadella.
Além da Bethesda Softworks, outras produtoras e desenvolvedoras passam a ser da Microsoft e o número de equipes de estúdio criativo vai aumentar de 15 para 23 com a aquisição.
A empresa afirmou que o negócio com a ZeniMax será fechado no segundo semestre do ano fiscal de 2021 e terá um impacto mínimo no lucro operacional ajustado nos anos fiscais de 2021 e 2022.
LEIA MAIS: Xbox Series X: Preço do novo console nos EUA será US$ 499, diz Microsoft
Semana Pop: Com games online, artistas fazem apresentações para driblar o isolamento