Merkel está bem de saúde após tremores, garante governo alemão

A chanceler alemã Angela Merkel apresentou fortes tremores em duas aparições

A chanceler alemã Angela Merkel apresentou fortes tremores em duas aparições
Reprodução/Reuters

O governo da Alemanha afirmou nesta sexta-feira (28) que a chanceler Angela Merkel está bem de saúde e capacitada para cumprir todas suas obrigações, depois que ontem foi flagrada pela segunda vez em poucos dias com tremores pelo corpo.

As imagens divulgadas de Osaka, no Japão, onde Merkel participa da Cúpula do G20, “mostram uma chanceler totalmente ativa e saudável que cumpre com seu trabalho e com todos os encontros agendados”, declarou em sua entrevista coletiva diária a porta-voz adjunta do governo, Martina Fietz.

Tudo o que se pode comentar sobre o episódio de ontem “já foi dito pelo porta-voz do governo, Steffen Seibert”, acrescentou Fietz.

Leia também: Angela Merkel apresenta novo tremor durante ato em Berlim

Seibert deu a entender ontem, logo depois do episódio, que a chanceler estava bem, ao confirmar que a viagem ao Japão aconteceria segundo o planejado.

“A chanceler Merkel viaja agora à Cúpula do G20 em Osaka, no Japão. Estes são os pontos principais, além de vários encontros bilaterais com outros chefes de Estado e de governo”, escreveu o porta-voz no Twitter.

Segundo os jornais “Stuttgarter Zeitung” e “Stuttgarter Nachrichten”, fontes próximas ao governo disseram que a própria Merkel considera que os tremores de ontem são consequência de uma reação psicológica ao episódio de espasmos que sofreu na semana passada durante um ato oficial com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenski.

Saiba mais: Veja o que pode causar tremedeira, como ocorreu com Angela Merkel

“Não há nada para se preocupar. A lembrança do episódio da semana passada levou à situação de hoje, trata-se de um processamento psicológico” do ocorrido então, disseram ontem as fontes citadas por estas publicações.

Merkel tinha tentando diminuir a importância na semana passada em torno das especulações surgidas sobre seu estado de saúde, depois que foi vista tentando controlar um tremor enquanto recebia Zelenski, que realizava uma visita de trabalho em Berlim.

“Estou bem, bebi pelo menos três copos de água, que parece que faziam falta. Agora me sinto bem de novo “, disse mais tarde a chanceler, que atribuiu os tremores a um suposto problema de desidratação.

Ontem, apenas nove dias depois, Merkel voltou a sofrer um episódio de tremores durante um ato oficial realizado no Palácio de Bellevue, sede da presidência alemã.

Nas imagens divulgadas pelas emissoras alemãs, foi possível ver como a chanceler, que em 17 de julho completará 65 anos, tentar conter os tremores e pouco depois recusar um copo de água oferecido por um assessor.