Maroon 5 cancela shows na Argentina e Colômbia


Banda não cita coronavírus em comunicado, mas diz que está seguindo orientações dos governos locais e que prioridade é segurança das pessoas. Lollapalooza Argentina também foi adiado nesta quinta-feira (12). Maroon 5 se apresenta em São Paulo
Marcelo Brandt/G1
Maroon 5 cancelou os dois últimos shows da turnê na América Latina nesta quinta-feira (12).
As apresentações aconteceriam nesta quinta em Buenos Aires, Argentina e no sábado (14) em Bogotá, Colômbia.
No comunicado publicado nas redes sociais, a banda não cita o coronavírus diretamente, mas fala da segurança da equipe e público.
“Ficamos tristes ao ouvir as notícias e lamentamos anunciar que, de acordo com as recentes restrições ordenadas pelos governos locais, os shows do Maroon 5 na Argentina e na Colômbia foram suspensos”, diz.
“A segurança e a o bem estar de fãs, funcionários e toda a equipe é sempre a nossa maior prioridade”, continua.
A cidade de Buenos Aires adotou uma série de medidas nesta quinta-feira (12), entre elas “restringir todas as atividades com alta concentração de pessoas que não são essenciais para o funcionamento normal da cidade”.
Desde fevereiro, a banda liderada por Adam Levine passou pelo México, Chile, Brasil e Uruguai. Argentina e Colômbia eram os últimos países da turnê da América do Sul.
Como o medo do coronavírus está alterando rota do pop
Lollapalooza Argentina adiado
O festival Lollapalooza foi adiado na Argentina nesta quinta-feira (12). Segundo comunicado da organização, evento deve acontecer no segundo semestre deste ano.
“Estamos trabalhando para a reprogramação da edição 2020 do festival para a segunda metade do ano.”
“Diante desse fato sem precedente, nossa prioridade máxima é preservar a saúde e segurança do público, artistas e equipe de trabalha, e acatar as medidas preventivas da autoridades públicas e sanitárias. Em breve compartilharemos as datas através de nossa página oficial e nossas redes sociais.”
Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença
Infografia/G1