Marisa Monte anuncia ‘Portas’, primeiro álbum solo de músicas inéditas em dez anos


♪ Portas é o título do primeiro álbum solo de músicas inéditas de Marisa Monte em dez anos. O primeiro single será anunciado na segunda-feira, 7 de junho.
O álbum Portas marca o início da parceria do selo da artista carioca, Phonomotor Records, com a gravadora multinacional Sony Music – conexão anunciada em abril de 2020.
Em vídeo postado nas redes sociais da cantora e compositora na quinta-feira, 3 de junho, Marisa revela que já tinha muitas músicas prontas no início do ano passado e que planejava entrar em estúdio em maio para começar a gravar o sucessor do álbum O que você quer saber de verdade (2011) na discografia solo de estúdio da artista.
Como a chegada da pandemia ao Brasil em março de 2020 pôs o universo pop em compasso de espera (“As portas se fecharam, a vida de todo mundo se encheu de incertezas e ficou difícil fazer planos”, recorda Marisa no vídeo), o álbum acabou ficando para 2021.
Não há, por ora, nenhuma informação oficial sobre o repertório reunido pela artista no álbum Portas. Contudo, em 29 de novembro, apareceram no banco de dados do Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) registros de fonogramas com músicas inéditas creditadas a Marisa Monte e – de acordo com o Ecadnet – intituladas Grande janela e Desta feita.
Uma terceira música inédita registrada com o título Meu canto é creditada a Marisa Monte e a Lulu Santos, sinalizando que a artista abriu parceria com o compositor de Tempos modernos (1982), música, aliás, incluída pela cantora no álbum e DVD Barulhinho bom (1996).
Registro da música ‘Meu canto’, de autoria de Marisa Monte e Lulu Santos, no banco de dados do Ecad
Reprodução