Marília Mendonça é acusada de transfobia; cantora pede desculpas: ‘Aprenderei com meus erros’


Internautas usaram rede social para criticar cantora sertaneja que citou, durante live, história de músico em boate LGBT. Marília disse que não iria se justificar: ‘Aceito que fui errada’. Marília Mendonça
Divulgação
Marília Mendonça pediu desculpas após ser acusada de transfobia ao contar a história de um de seus músicos em uma boate LGBT de Goiânia. Durante a transmissão de um show on-line realizado pela cantora no sábado (8), o tecladista que acompanhava a artista cobrou Marília de contar a história de uma das músicas apresentadas no repertório.
“Sabe o que tô achando estranho. O que a gente combinou no ensaio, que a gente ia falar, não saiu nada ainda (…) eu sei que a próxima música aí tem história, e ninguém quer falar a história, é um acontecimento”, afirmou o músico.
Marília disse não se lembrar e começou a cantar “Sensível Demais”, sucesso de Chrystian & Ralf. Ao encerrar a música, a sertaneja continuou a conversa: “Eu acho que tô lembrada, foi quando um integrante nosso falou que tocava num lugar? Quem é de Goiânia lembra da boate Diesel, que tinha aqui em Goiânia.”
Os músicos da cantora começam, então, a dar risada. “E aí não vou falar quem e nem vou falar o porquê, vou ficar calada. Quem lembra da boate Diesel, lembra da boate Diesel. Disse… que lá foi o lugar que ele beijou a mulher mais bonita da vida dele. É só isso. O contexto vocês não vão saber.”
Após a live, internautas foram às redes sociais reclamar da atitude da cantora sertaneja e a acusaram de transfobia. Bruna Andrade fez um longo vídeo intitulado: “Marília Mendonça e a transfobia explícita. No vídeo eu mostro um exemplo claro de como a transfobia é naturalizada na nossa sociedade.”
Initial plugin text
“Primeiro queria perguntar qual a graça de existir uma boate para o público LGBT? As risadas são de deboche…(…) eles estavam debochando de um amigo que ficou com uma menina trans. Quando terminei de ver, fiquei me perguntando onde estava a piada. Qual a graça de um cara se relacionar com uma menina trans?”.
“Foi muito duro ver minha musa falar que qualquer cara que demonstra afeto por mim é chacota. Ou seja, não sou digna de ser amada, receber carinho? Todo relacionamento que eu tiver vai ser vergonha, vai ser engraçado? (…) Isso tem um desdobramento muito pior, isso gera violência, isso era assassinato”, citou Bruna.
No Twitter, o nome da cantora apareceu entre os tópicos mais comentados após internautas reforçarem as críticas.
Na manhã desta segunda-feira (10), Marília Mendonça escreveu uma breve mensagem em seu Twitter pedindo desculpas.
“Pessoal, aceito que fui errada e que preciso melhorar. Mil perdões. De todo o coração. Aprenderei com meus erros. Não me justificarei.”
Initial plugin text
Initial plugin text
Initial plugin text
Marília Mendonça anuncia término com Murilo Huff: ‘Um cara que sempre vou admirar’