Maria fala sobre cantar e atuar em ‘Amor de Mãe’: ‘Duvidei da minha capacidade no início’


Atriz e cantora carioca de 19 anos comenta papel na novela das 21h: ‘Vi várias pessoas falando que a Verena tem que mudar o Álvaro, mas mulher não é clínica de reabilitação’. Quem viu Álvaro (Irandhir Santos) emocionado ao ouvir Verena cantar em “Amor de Mãe” até poderia pensar que o amor vai fazer com que o vilão mude de lado. Mas a cena não convence Maria, atriz estreante que interpreta a personagem.
“Vi várias pessoas falando que a Verena tem que mudar o Álvaro, mas mulher não é clínica de reabilitação”, diz Maria ao G1, à caminho de mais um dia de gravações no Rio.
Ela não acredita no discurso de que uma mulher (ou um homem) pode mudar a outra pessoa em uma relação:
“O Álvaro deve ter o que uns 40 anos na novela? Um marmanjo de 40 anos tem que ter uma mulher para mudar o caráter, para ensinar o que é certo ou errado?”
Como foi criada a trilha de ‘Amor de Mãe’
Verena (Maria) e Álvaro (Irandhir Santos) em cena de ‘Amor de Mãe’
Globo/Victor Pollak
Na reta final da novela, a atriz diz que torce pelo casal, mas diz que se ele continuar com a mesma personalidade forte e colocando as maldades em ação, ela vai mudar de ideia.
Chegou chegando
Depois de cinco anos fazendo testes, Maria conseguiu um papel na televisão e logo em uma novela das 9h. “Já achava muita ‘responsa’, quando eu descobri a trama da Verena fiquei mais assustada ainda”, conta.
“No início eu duvidei da minha capacidade, mas acho que isso é natural em qualquer ser humano”, explica. “Agora estou começando a me acostumar, estou me jogando mais, abracei a parada.”
A personagem é estuprada por um ex-namorado no começo da novela e engravida. A cena foi uma das mais marcantes para a atriz: “No dia seguinte eu não era ninguém, fiquei cheia de hematoma pelo corpo, passei dois dias mal, baqueada.”
Ela vem da comunidade Cidade Alta no Rio e interrompeu os estudos por conta da violência no caminho entre casa e escola. Hoje, vê a novela como a faculdade que não teve: “Estou aprendendo muito, tento tirar o máximo de tudo ali”.
Agora que conseguiu um papel de destaque, Maria não quer pensar em descanso depois da novela. “Férias nem tão cedo. Eu fiquei tanto tempo tentando trabalhar e tudo dando errado que minhas férias já foram.”
Carreira como cantora
A cena de Verena cantando em um bar no subúrbio carioca já aconteceu na vida real com Maria. Além do teatro que faz desde os sete anos, ela também é cantora e fazia shows em bares na Zona Sul do Rio de Janeiro com o cantor Delacruz.
POESIA ACÚSTICA: conheça projeto que revelou Maria
Foi a partir dessa amizade que ela participou do coletivo de rap Poesia Acústica em “Capricorniana”, “Sobre Nós” e “Teu Popô”.
Apesar do começo do rap, Maria conta que gosta mesmo é de Marília Mendonça e da fase do auge do “feminejo” de Maiara e Maraisa, Simone e Simaria.
Seus últimos lançamentos, no entanto, vão para um caminho mais pop e ficam longe da militância nas letras. “Quero que as pessoas curtam meu show para esquecer dos problemas dela, do patrão, do trabalho, quero que elas se divirtam.”
Por que Maria?
Batizada como Vitória Nascimento Câmara, ela escolheu o nome artístico de Maria sem muita explicação. “Digo que Maria me escolheu.”
Questionada se o nome não é muito comum e até difícil de ser encontrado nas redes sociais, a atriz não se mostra preocupada.
“Tem gente que reclama disso, mas acho que é preguiça”, explica rindo. “É só pesquisar meu nome com o nome da música ou pedaço da letra do lado.”