Marcelinho Moreira põe ‘Marias’ na roda com adesões de Diogo Nogueira e Xande de Pilares


Maria Rita também participa do quarto álbum solo do cantor, compositor e percussionista carioca. ♪ Em 2013, Arlindo Cruz, Marcelinho Moreira e Rogê deram a Maria Rita um samba para o quinto álbum de estúdio da cantora, Coração a batucar, gravado naquele ano e lançado em 2014.
Intitulado Lado a lado, o samba acabou limado da seleção final do disco e foi parar na voz de Alcione, cantora que o apresentou no álbum Tijolo por tijolo (2020), lançado em maio.
Mas eis que, sete anos depois de ter sido oferecido a Maria Rita, Lado a lado ganha enfim um registro fonográfico da cantora paulistana. O samba é cantado por Maria Rita com Marcelinho Moreira no quarto álbum solo do cantor, compositor e percussionista carioca, Marias, posto no mercado fonográfico na terça-feira, 27 de outubro, dia do aniversário do artista, com distribuição da gravadora Biscoito Fino.
Requisitado no universo do samba pela habilidade de tocar o repique de mão, instrumento introduzido nas rodas por Ubirany (integrante da formação original do grupo Fundo de Quintal), Marcelinho Moreira já contabiliza 35 anos de carreira como músico, tendo ganhado projeção com percussionista da banda de Beth Carvalho (1946 – 2019), na qual ingressou com meros 16 anos.
Contudo, se a trajetória profissional é longa, o álbum Marias vem se somar a uma ainda curta discografia solo, composta pelos álbuns Marcelinho pão e vinho (2006), Fé no batuque (2013) e Canto de batuqueiro – Ao vivo (2017).
Com repertório inteiramente autoral, o álbum Marias foi gravado aos poucos, ao longo de anos, com produção musical orquestrada pelo próprio Marcelinho Moreira. Além de Maria Rita, o batuqueiro reúne as vozes de Diogo Nogueira, Gerlane Lopes – cantora de samba do Recife (PE) – e Xande de Pilares.
Diogo é o convidado de Poesia e canção, parceria de Marcelinho com Fadico e Vinicius Maia. Gerlane figura em A vida continua, samba do compositor em parceria com Fadico e Márcio Alexandre. Já Xande de Pilares entra no roda para defender o partido alto O samba que fiz para ela, composto por Marcelinho Moreira com o recorrente Fadico e com Gilson Bernini.
O álbum Marias reúne 12 músicas no repertório autoral, sendo que somente duas já foram lançadas em discos de outros artistas. É o caso de Lado a lado, o samba que, enfim, ganhou a voz de Maria Rita.