Maquiagem venceu na pandemia? Veja riscos de usar make fora do prazo de validade


Produtos podem causar alergia e eficácia pode ser diminuída, dizem dermatologistas. Como aproveitar a maquiagem e os cosméticos para os olhos?
Freepik
Muitas pessoas deixaram de lado o estojo de maquiagem por meses por conta do home office e da pandemia. Com a retomada das atividades presenciais, o uso dos produtos tende a voltar, mas é preciso ficar atento: os produtos estão dentro da validade?
Olhar a validade de cosméticos é hábito de pouca gente, inclusive, alguns produtos têm a data apenas na embalagem de papel, que é dificilmente guardada por muito tempo.
Os prós e contras da volta ao escritório
Especialistas ouvidas pelo g1 alertam sobre os riscos para a pele ao usar os produtos “vencidos”.
“Após a validade, alguns componentes da maquiagem podem sofrer alteração, mudando a textura, a cor e o cheiro do produto. Além disso, a ação dos conservantes presentes na composição pode ficar prejudicada, facilitando a proliferação de fungos e bactérias”, diz a dermatologista Vivian Barzi Loureiro.
“Maquiagem vencida também tem uma chance maior de causar alergia e irritação na pele. Bases e corretivos líquidos podem ficar bifásicos por separação dos veículos e o óleo pode obstruir os poros, levando ao aparecimento de cravos e espinhas.”
A validade de um cosmético é basicamente o tempo em que os fabricantes garantem a eficiência do produto e o menor risco de um processo irritativo, segundo a dermatologista Alessandra Romiti.
“Quando o produto sai da validade, o risco que a pessoa tem é de que ele não esteja mais com as características iniciais e adequadas dele”, afirma a médica que é assessora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Alérgicos, atenção redobrada
Maquiagem fora da validade pode causar alergias na pele de alérgicos
Centro Europeu
Quem já sofre com problemas de pele deve ter ainda mais cuidado com o uso de maquiagens fora da validade, porque o risco de irritação ou alergia é maior, segundo as médicas ouvidas pelo g1.
“Pessoas que apresentam alguma condição dermatológica prévia, como dermatite ou rosácea, têm uma pele mais sensível e reativa”, explica a Dra. Vivian.
“A pele irritada pode ficar vermelha, inchada e o paciente pode ter coceira ou ardor. Diante de qualquer um desses sinais, recomendamos que a pessoa lave imediatamente o rosto com água e sabonete e procure um médico dermatologista”.
Ela também reforça que é preciso ainda mais atenção na área dos olhos:
“A pele das pálpebras é muito fina e bastante sensível. Nessa área, a irritação também pode comprometer os olhos, causando conjuntivite. Um rímel, em geral, tem validade de 6 meses, já as sombras costumam ter validade de 3 anos.”
A dica para garantir uma maior durabilidade dos produtos é deixá-los em ambientes arejados e secos, então o banheiro não é uma boa opção.
Para evitar a proliferação de fungos e bactérias, também se recomenda a lavagem periódica dos pincéis.
Especialista alerta para atenção aos produtos de maquiagem vencidos