Mais de 86,8 mil estão inscritos para fazer a versão impressa do Enem em Sergipe neste domingo


As provas serão aplicadas em 365 locais distribuídos em 34 municípios. Sala de aula em Sergipe
Maria Odília/Seduc/Arquivo
Neste domingo (17), 86.895 pessoas devem fazer a versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Sergipe, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Segundo a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), desse número, 12.720 são da rede estadual de ensino. As provas serão aplicadas em 365 locais distribuídos em 34 dos 75 municípios do estado. Os candidatos vão responder perguntas sobre linguagens e códigos e ciências humanas, além de fazer a redação.
O Enem 2020 estava previsto para ocorrer em novembro, mas devido à pandemia da Covid-19, em maio do ano passado, foi remarcado para 17 e 24 de janeiro (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (versão digital). Para essa fase, em Sergipe, estão inscritos 1.314 candidatos.
Os horários do Enem:
Abertura dos portões: 11h30 (horário de Brasília)
Fechamento dos portões: 13h
Início das provas: 13h30
Término das provas 1º dia (17/1): 19h
Término das provas 2º dia (24/1): 18h30
Medidas de prevenção
Segundo o Inep, as medidas de prevenção contra o coronavírus serão as mesmas para todos os lugares. Entre as medidas, estão:
Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores;
Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame);
Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas
Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila
Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil
Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima
Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima
Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame
É recomendado que o candidato leve máscaras reservas para trocar, já que a prova tem duração máxima de 5h30, quando há redação. No dia em que não há redação, o período máximo para fazer o exame é de 5h.
O que levar
Cartão de confirmação
Documento oficial com foto
Caneta esferográfica preta de material transparente
máscara para trocar durante a prova
água
lanche
Itens proibidos:
Borracha, corretivo, chave com alarme, artigos de papelaria, impressos e anotações, lápis, lapiseira, livros, manuais, régua e caneta de material não transparente;
Óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorros ou similares;
Dispositivos eletrônicos como celulares, tablets, calculadoras, gravadores, pen drive ou mp3;
Alarmes, chaves com alarmes ou qualquer outro componente eletrônico;
Fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador e/ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens.
Protetor auricular;
Relógios de qualquer tipo.
Candidatos doentes
O Inep prevê reaplicar a prova para quem tiver doenças infectocontagiosas, entre elas a Covid. Também entram na lista sarampo, rubéola, varicela e coqueluche.
Quem tiver diagnóstico positivo e laudo médico comprovando a situação de saúde uma semana antes das provas poderá entrar na página do participante, anexar os documentos, e pedir para refazer o exame em 23 e 24 de fevereiro. Caso os sintomas apareçam na véspera do exame, o indicado é ligar para o 0800-616161.