Maior empresa de ingressos do mundo planeja checar vacina ou teste de Covid para acesso a show


Ticketmaster detalhou plano para revista ‘Billboard’: a ideia é, quando houver vacina, integrar app de ingresso com confirmação de que o fã está imune ou negativo para permitir entrada em show. Show de Sam Fender em Newcastle, na Inglaterra, com público em ‘cercas’ para garantir distanciamento social
Divulgação / Virgin Arena / David Wala
A Ticketmaster, maior empresa de venda de ingressos de shows do mundo, está preparando um sistema para autorização de entrada de fãs em eventos que considera testes de Covid e, quando houver vacina para a doença, o fato de a pessoa já ter se vacinado, segundo a revista “Billboard”.
Mesmo antes de existir uma vacina, a empresa já está construindo um aplicativo de ingressos nos EUA que seja integrado com sistemas de saúde do país, e que verifique se a pessoa fez um teste negativo entre um e três dias antes do evento, ou se ela foi vacinada contra a Covid.
No caso de testar positivo, o fã não poderia entrar no show. A empresa diz que ainda está planejando os detalhes de como funcionaria este sistema, diz o artigo da “Billboard”. A matéria descreve os planos da empresa nos EUA, mas não diz se há a intenção de aplicar em outros países.
“Já estamos vendo muitos prestadores de serviços de saúde preparados para lidar com essa verificação – seja para saber se foi tomada a vacina, se foi feito um teste ou outros métodos de revisão e liberação – e isso pode ser ligado ao sistema de ingresso digital, para que todo mundo que entre no evento seja verificado”, disse à “Billboard” o presidente da Ticketmaster, Mark Yovich.
Os organizadores dos eventos também ficariam responsáveis por outros protocolos de prevenção, como limpeza, exigência de máscaras e distanciamento social, diz a reportagem.