Lyle Mays, pianista do Pat Metheny Group, morre aos 66 anos


Segundo comunicado no site do grupo, o músico morreu na segunda-feira (10) após ‘uma longa batalha contra uma doença recorrente’. Lyle Mays, pianista do Pat Metheny Group, morre aos 66 anos
Reprodução/Instagram
Lyle Mays, pianista de jazz que integrou o Pat Metheny Group, morreu nesta segunda-feira (10), aos 66 anos.
Segundo o comunicado publicado na página da banda, o pianista morreu em Los Angeles, “após uma longa batalha contra uma doença recorrente, cercado pelo amor de seus familiares”. Ainda não há detalhes sobre o funeral do músico.
O guitarrista Pat Metheny lamentou: “Lyle foi um dos maiores músicos que conheci. Ao longo de 30 anos, cada momento que compartilhamos foi especial. Desde a primeira nota que tocamos juntos, tivemos uma conexão imediata. Sua vasta inteligência e seu conhecimento musical mostraram cada aspecto de quem ele era em todos os sentidos. Sentirei sua falta”.
Aubrey Johnson, sobrinha do músico, escreveu um texto de despedida nas redes sociais. “Ele foi um músico e um ser humano brilhante, um gênio em todos os sentidos da palavra. Ele foi meu tio querido, meu mentor e amigo. Não existem palavras para expressar minha profunda tristeza.”
Além de tocar com o Pat Metheny Group, Mays também participou da gravação de discos de artistas de jazz, pop e rock, como Joni Mitchell e Rickie Lee Jones e dos grupos Earth, Wind & Fire. Ele também ajudou na composição de trilha sonora de filmes, como “A Traição do Falcão” (1985).
Initial plugin text
Initial plugin text