Ludmilla e Luiza Possi marcam boas presenças no disco ‘Salve-se quem puder vol. 1’


Vitor Kley também figura, em gravação com Samuel Rosa, no CD com a primeira parte da trilha sonora da novela. ♪ Mesmo com as gravações e a exibição provisoriamente interrompidas por conta da pandemia do coronavírus, a novela Salve-se quem puder – atração da TV Globo que ocupou o horário das 19h até março – tem a trilha sonora editada no mercado fonográfico neste mês de abril.
O disco com o primeiro dos dois volumes da trilha já está disponível em edição digital (desde 3 de abril) e em CD (a partir desta semana) através da gravadora Som Livre.
O disco Salve-se quem puder vol. 1 inclui ótimas gravações recentes de Ludmilla e Luiza Possi, feitas pelas cantoras para a trilha da novela e que somente não soam inéditas porque ambas já foram lançadas em singles pelas respectivas artistas.
Ludmilla injetou frescor em Beija-me (Roberto Martins e Mário Rossi, 1943), clássico do samba sincopado. Já Luiza Possi dá voz a Cielito lindo (Quirino Mendoza, 1882), tradicional canção rancheira do México.
Vitor Kley também figura no disco com o primeiro volume da trilha da novela Salve-se quem puder. O cantor divide com Samuel Rosa a interpretação de A tal canção pra lua (2019), título recente do repertório autoral do artista gaúcho.
A parte nacional da seleção do primeiro disco também inclui a banda mineira Scarcéus – representada pela gravação de Caminhos, música lançada ao apagar das luzes de 2019 – e a cantora Iza, ouvida com Meu talismã (Iza, Sergio Santos, Ruxell e Pablo Bispo, 2019), música do ano passado.