Lobão pega ‘Trem de doido’ em projeto com músicas de Aldir Blanc, Chico Buarque e Zé Rodrix


Cantor está em estúdio para gravar composições de artistas associados ao universo da MPB. ♪ Lobão vai pegar Trem de doido, uma das músicas menos conhecidas do álbum duplo Clube da Esquina (1972). Em vídeo postado em rede social na noite de quarta-feira, 29 de julho, o artista carioca revelou que está “enfurnado” no estúdio para gravar músicas de artistas associados ao universo da MPB.
Além de Trem de doido, composição dos irmãos Lô Borges e Marcio Borges, Lobão planeja registrar músicas de Aldir Blanc (1946 – 2020), Caetano Veloso (Terra, canção de 1978), Chico Buarque (Pedaço de mim, outra canção de 1978), Gilberto Gil, Jards Macalé e Luiz Melodia (1951 – 2017), entre outros compositores.
Sucesso do trio Sá, Rodrix & Guarabyra, Hoje ainda é dia de rock (Zé Rodrix, 1972) também está na seleção do cantor e compositor carioca, tendo sido gravada nesta última semana de julho de 2020.
Esses registros constituem um projeto – caracterizado por Lobão no vídeo como “Canções da pandemia” – e devem dar origem a um disco de intérprete com releituras de músicas alheias produzidas e arranjadas pelo próprio Lobão.
A maioria do repertório parece vir dos anos 1970, década anterior à da projeção obtida por Lobão no universo do rock brasileiro dos anos 1980.