Livros do autor Dr. Seuss são retirados de circulação devido a ‘imagens racistas e insensíveis’


‘Esses livros retratam pessoas de maneiras que são dolorosas e erradas’, afirmou a Dr. Seuss Enterprises em nota explicando o motivo da retirada das obras de circulação. Livros do autor Dr. Seuss são retirados de circulação devido a ‘imagens racistas e insensíveis’
Christopher Dolan/The Times-Tribune via AP
Seis livros infantis escritos há décadas pelo autor norte-americano Dr. Seuss foram retirados de circulação por conterem imagens racistas e insensíveis, afirmou a empresa formada para preservar o legado do autor falecido nesta terça-feira (2). 
Os livros “And to Think That I Saw It on Mulberry Street”, “If I Ran the Zoo”, “McElligot’s Pool”, “On Beyond Zebra!”, “Scrambled Eggs Super!” e “The Cat’s Quizzer” – estão entre os mais de 60 clássicos escritos por Dr. Seuss, pseudônimo do escritor e ilustrador norte-americano Theodor Geisel, que morreu em 1991. 
“Esses livros retratam pessoas de maneiras que são dolorosas e erradas”, afirmou a Dr. Seuss Enterprises em nota explicando o motivo da retirada das obras de circulação. 
Os livros, originalmente publicados entre 1937 e 1976, possuem diversas caricaturas de pessoas asiáticas e negras que incorporam estereótipos apontados como racistas. 
Os títulos mais famosos de Dr. Seuss – “O Gato de Chapéu” e “Ovos Verdes e Presunto” – não estão na lista dos livros que sairão de circulação. “Ah, Os Lugares Aonde Você Irá!” que normalmente lidera lista de mais vendidos do New York Times durante a temporada de formaturas também não está na lista.
VÍDEOS: Saiba tudo sobre entretenimento com o Semana Pop