Limitar aquecimento a 1,5ºC pode ser impossível; veja repercussão de relatório sobre o clima feito pelo IPCC


Líderes globais e cientistas afirmam que os dados do relatório deve ser interpretado como ‘uma sentença de morte para carvão mineral e combustíveis fósseis’. Um bombeiro puxa uma mangueira, enquanto um incêndio ocorre na aldeia de Pefki, na ilha de Evia, na Grécia, em 8 de agosto de 2021.
REUTERS/Nikolas Economou
Um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) publicando nesta segunda-feira (9) conclui que não é mais possível impedir que o aquecimento global se intensifique nos próximos 30 anos.
Relatório aponta os efeitos das mudanças climáticas no mundo
Todas as regiões do globo já são afetadas por eventos extremos como ondas de calor, chuvas fortes, secas e ciclones tropicais provocadas pelo aquecimento global.
O texto é de autoria do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), um órgão da ONU.
Secretário-geral da ONU, Antonio Guterres
Antonio Guterres, o secretário-geral da ONU, afirmou é um código vermelho para a humanidade. “Esse relatório precisa soar como uma sentença de morte para carvão mineral e combustíveis fósseis antes que eles destruam o nosso planeta”.
Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson
“Nós sabemos o que precisa ser feito para limitar o aquecimento global —deixar o carvão mineral para a história e fazermos uma mudança para fontes limpas de energia, proteger a natureza e providenciar um financiamento para preservar o clima para países que estão na linha de frente”, disse ele.
Enviado especial do clima da presidência dos EUA, John Kerry
“Os impactos da crise climática, como calor extremo, incêndios, chuva intensa e enchentes só vão continuar a se intensificar a não ser que a gente escolha um outro caminho para nós e para as próximas gerações.”
Paulo Artaxo, um dos autores do IPCC e cientista da USP
Nós estamos danificando o clima de uma forma que as próximas gerações que certamente farão as dificuldades socioeconômicas no futuro muito, muito piores do que as das nossa geração. Minha opinião pessoal é que será impossível limitar o aumento de temperatura em 1,5 ºC.”
Helene Witt, coordenadora do IPCC
“Nós poderemos ver um Ártico praticamente sem gelo em 2050.”
Veja os vídeos mais assistidos do G1