Kanye West volta a falar sobre choro em discurso ao citar aborto e diz que está bem


‘Todo mundo ficou tão preocupado comigo… Estou preocupado com o mundo que sente que você não deveria chorar sobre esse assunto’, afirmou o cantor em publicação no Twitter. Kanye West chora ao falar sobre aborto durante comício nos EUA
Lauren Petracca Ipetracca/The Post e Courier via AP
Kanye West voltou a falar sobre aborto. Desta vez, em suas redes sociais. Em julho, durante comício, o cantor revelou que queria que sua esposa, Kim Kardashian, abortasse quando ela estava grávida de sua primeira filha, North. “Eu quase matei minha filha! Eu quase matei minha filha”, disse Kanye chorando.
Nesta sexta-feira (31), o cantor relembrou o momento de choro no discurso e citou preocupação diante dos comentários gerados após o comício. “Eu chorei ao pensar em abortar meu primeiro filho e todo mundo ficou tão preocupado comigo… Eu estou preocupado com o mundo que sente que você não deveria chorar sobre esse assunto.”
Initial plugin text
Kanye West ainda rebateu comentários de que estaria em crise psicológica em uma segunda publicação na rede social. “Existe uma tática sobre 4 D’s: Distrair, desacreditar, dispensar e destruir. Eu estou muito bem. Dê um segundo e pense no que está sendo projetado aqui”.
No início de julho, ele anunciou sua candidatura à presidência dos Estados Unidos no Twitter.
A Comissão Federal Eleitoral dos Estados Unidos já recebeu os documentos para registro da campanha “Kanye 2020”, inscrito como o principal comitê de campanha presidencial do candidato Kanye West, pelo partido BDY.
O registro no comissão federal é um dos passos necessários para a candidatura, mas para conseguir disputar as eleições de 2020, o rapper precisa se inscrever também em conselhos eleitorais estaduais.
Semana Pop lembra de famosos que se arriscaram na carreira política nos Estados Unidos