Justiça anula condenação de Katy Perry por plágio em ‘Dark horse’


Corte de Los Angeles tinha determinado indenização de US$ 2,8 milhões que seria paga a músico gospel Marcus Gray. Decisão desta terça-feira (17) é de que não houve plágio. Katy Perry canta em São Paulo
Celso Tavares / G1
A justiça da Califórnia reverteu uma decisão de que Katy Perry deveria pagar US$ 2,8 milhões de indenização por um suposto plágio na música “Dark horse”. A nova decisão desta terça-feira (17) diz que não há elementos que indiquem plágio.
Um juri de Los Angeles tinha decidido em 2019 que ela plagiou seu sucesso de 2013 “Dark Horse” de uma música rap cristã.
Durante o julgamento inicial, que durou uma semana, Perry foi ouvida como testemunha e garantiu que sua canção era original.
Os advogados de Gray tinham baseado sua alegação em um trecho instrumental de 16 segundos copiado de “Joyful Noise”.