Jorge Vercillo busca elo com pop atual em ‘Raça menina’, álbum com mix de funk, R&B e reggaeton


Single do disco, a música ‘Endereço’ é parceria do artista com o produtor Rafinha RSQ. ♪ Dois anos após o álbum Nas minhas mãos (2019), Jorge Vercillo prepara outro disco autoral com músicas inéditas. Intitulado Raça menina, esse próximo álbum do cantor e compositor carioca entra no tom pop da música em voga atualmente no mercado fonográfico brasileiro.
Parceria de Vercillo com o produtor hitmaker Rafinha RSQ, Endereço – composição também creditada a Bruno Sucesso, Elan Rúbio e Marcello Henrique – sai esta semana em single que mistura R&B com funk melody, dando pistas da localização do álbum Raça menina no universo pop.
Com repertório que inclui músicas ainda inéditas como Casa do amor, Gota a gota, Sobre nome e Tu sabes, o disco marca a conexão de Vercillo com produtores e arranjadores do Brasil e do exterior, buscando atualizar o som do artista projetado nos anos 2000.
Jorge Vercillo reúne músicas como ‘Marjavaron’ e ‘Casa de amor’ no álbum ‘Raça menina’
Divulgação
De Miami (EUA), Lourival Rodriguez produziu a já lançada música-título Raça menina. Leo Mucuri deu forma à faixa Marjaravon, música batizada com o nome de deusa criada na imaginação do compositor.
Além de ter produzido Tempestade, Junior Meirelles vai pôr voz na gravação dessa composição que assina com Vercillo. Já o baiano Peu de melo se juntou a Vercillo na confecção da faixa Teu olhar me fisgou, música gravada na cadência do R&B contemporâneo.
O repertório do álbum Raça menina também inclui Humbi Humbi – música de autoria do compositor Angolano Filipe Mukenga, vertida para o português por Vercillo e gravada para o disco com toque de afrobeat – e Tão real, canção de Lucas Abud.
Com flerte com o reggaeton, o álbum Raça menina será editado pelo selo Yah Yah Music Brasil.