João Donato é Coisa Fina ao tocar Moacir Santos e Dom Salvador com big band


Pianista acriano lança disco ao vivo gravado em show com grupo de São Paulo. ♪ Aos 85 anos, João Donato lança álbum ao vivo nesta quarta-feira, 22 de abril, dentro da série Sessões Selo Sesc. Sétimo título da série, o disco ao vivo traz o registro do show que reuniu o compositor e pianista acriano com a big band Projeto Coisa Fina.
Com 14 músicos na atual formação, o grupo paulista foi criado em 2005 com o objetivo de tocar e louvar a obra do maestro, compositor e multi-instrumentista pernambucano Moacir Santos (1926 – 2006).
Por isso, há standard do cancioneiro de Santos – Coisa nº 5 (1963), tema assinado pelo maestro com Mário Telles (1926 – 2001) e também conhecido como Nanã – no programa do show apresentado em 28 de julho de 2019 no Teatro Paulo Autran, na cidade de São Paulo (SP), e gravado na ocasião para gerar o disco lançado esta semana.
Pianista pioneiro na criação de black music à moda brasileira, Dom Salvador também é celebrado no roteiro com abordagem da composição Moeda, reza e cor (Dom Salvador e Marcos Versiani, 1969). Contudo, é a obra de Donato que predomina no repertório do disco.
Capa do disco ‘João Donato + Projeto Coisa Fina’
Divulgação / Selo Sesc
No toque do piano elétrico, João Donato se juntou com os músicos da Coisa Fina – Abid Santiago (trombone baixo), Chamis (piano), Daniel Nogueira (sax tenor), Diogo Duarte (trompete), Douglas Felicio (trombone), Fábio Leandro (piano), Henrique Band (sax barítono), Ivan de Andrade (sax alto), Marcelo Lemos (guitarra), Mauricio Caetano (bateria), Matheus Prado (percussão), Rafael Ferrari (baixo), Rubinho Antunes (trompete) e Walmer Carvalho (sax tenor) – para rebobinar composições autorais como Até quem sabe (com Lysias Ênio, 1973), Bananeira (com Gilberto Gil, 1975), Cadê Jodel? (com Marcos Valle, 1973) e Emoriô (com Gilberto Gil, 1975).