Joana Hime programa ‘Sessão da tarde’ com Zélia Duncan para janeiro


Futuro single faz parte de ‘Entreventos’, projeto musical com o qual a filha de Francis Hime se lança como cantora a partir de livro de poemas. ♪ Há seis anos, o nome da poeta carioca Joana Hime apareceu pela primeira vez nos créditos de um disco como compositora. Foi como parceira do pai, Francis Hime, em Sessão da tarde, samba gravado pelo artista, com placidez evocativa do universo da Bossa Nova, para o estupendo álbum Navega ilumina (2014).
Sessão da tarde ganha nova exibição em 2021 em gravação feita por Joana Hime com Zélia Duncan. Programado para janeiro, o single Sessão da tarde será lançado juntamente com o livro Entreventos, do qual Joana extraiu poemas que, musicados, marcam a estreia da artista no mundo da música como intérprete.
A investida no mercado musical começou em 14 de setembro com a edição do single com a gravação da música-título do projeto, Entreventos, surgida de poema musicado por Francis Hime e gravada por Joana com intervenções da poeta e atriz lusitana Carolina Floare e do poeta português José Luís Peixoto.
Na sexta-feira, 4 de dezembro, um segundo single, Casa, deu continuidade ao projeto musical de Joana Hime, apresentando outra parceria da artista com Francis, que, além de ter musicado dos poemas, toca piano nas gravações de Entreventos e de casa.
Diferentemente do que sugerem os três primeiros singles de Entreventos, nem todas as parcerias de Joana Hime são com Francis. Cerca de dez canções compõem o projeto. Quatro já estão prontas. Há duas parcerias com o compositor fluminense Fred Martins e uma com Lucas Bueno.
As gravações estão sendo feitas no estúdio da gravadora Biscoito Fino, companhia fonográfica na qual Joana Hime trabalhou como gerente artística por 14 anos antes de sair dos bastidores para se lançar como cantora.