Jaques Morelenbaum assina direção musical do disco em que Mariza canta Amália Rodrigues


Mariza com Jaques Morelenbaum no estúdio Nas Nuvens, no Rio de Janeiro, em janeiro
Divulgação
♪ A presença do violoncelista, maestro e produtor musical carioca Jaques Morelenbaum é recorrente na discografia de Mariza desde 2004. Nesse ano, o artista brasileiro foi convidado a dar forma ao álbum Transparente (2005), terceiro disco de músicas inéditas da obra fonográfica dessa cantora de origem africana e alma portuguesa por ter sido criada em Lisboa após o nascimento em Moçambique.
Refeita no último álbum da cantora, Mariza (2018), a colaboração fonográfica de Morelenbaum com Mariza se renova neste ano de 2020.
Em janeiro, a cantora esteve no estúdio Nas Nuvens, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), para gravar o álbum Mariza canta Amália sob direção musical de Morelenbaum. O músico assina os arranjos do disco, feito na ponte Rio-Lisboa e previsto para ser lançado em abril.
Como o título já explicita, o álbum Mariza canta Amália apresenta abordagens do repertório da fadista Amália Rodrigues (1920 – 1999), cujo centenário de nascimento está sendo comemorado em Portugal ao longo de 2020.