Interleite Sul destaca avanços da tecnologia no setor e reúne centenas de participantes em Chapecó


Os três estados da região Sul respondem por 37% da produção de leite do Brasil. Em Santa Catarina, são 3 bilhões de litros por ano e 75% da produção se concentra no Oeste. A 9ª edição do Interleite Sul 2019 debateu as mudanças na cadeia do leite e tecnologia no campo. O evento reuniu 720 participantes no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó, no Oeste do estado, durante os dois dias de evento.
“A rotina de ordenha que o produtor tinha diária, que eram pelo menos duas, três horas de manhã, duas, três horas de tarde, isso não existe mais”, afirma o gerente de projetos Alexandre Toloi.
Os três estados da região Sul respondem por 37% da produção de leite do Brasil. Em Santa Catarina, são 3 bilhões de litros por ano e 75% da produção se concentra no Oeste.
Também fizeram parte da discussão temas como a aproximação entre indústrias e produtores, além de um panorama da realidade de mercado, sistemas de produção que são eficientes, bem-estar animal, novos projetos para o futuro e investimentos na cadeia de leite.
“A gente tem uma questão de custo, não só na fazenda, como na indústria. Tem uma questão de qualidade, especificação. Por exemplo, o nosso leite em pó tem 12 meses de validade enquanto o de fora tem 24 meses”, explica o diretor de núcleo, Valter Galan.
Chapecó recebe nova edição do Interleite Sul; encontro discute desafios e transformações
9ª edição
Nos dois dias de evento foram apresentados seis painéis com a participação de 22 palestrantes-debatedores um conjunto de temas da atualidade econômica, científica e mercadológica, tendo como tema central “Sistemas de produção e eficiência econômica para o sul do Brasil”.
Participaram produtores de leite, técnicos, laticínios, empresas de insumos e órgãos governamentais estiveram reunidos para debater sobre principais mudanças na cadeia produtiva do leite.
Mudanças e tecnologia no campo foram debatidos no Interleite Sul em Chapecó
NSC TV/Divulgação
Painéis
Neste ano os painéis focaram em Economia e Mercado; Estratégias de Negócio para Viabilizar o Produtor de Leite Familiar; Obtendo o Máximo da Produção de Silagem; Otimizando o Investimento na Propriedade Leiteira Para Ganhar Dinheiro; Conforto e Bem-Estar Animal e Um Olhar Sobre o Novo serão abordados em painéis temáticos.
Veja mais notícias do estado no G1 SC.