Idris Elba inaugura fundo da ONU para ajudar agricultores na pandemia de Covid-19


‘Enquanto a pandemia ainda ocorrer em qualquer lugar, ela será uma ameaça em todos os lugares’, disse o ator e diretor britânico, por meio de comunicado. Idris Elba posa durante evento de imprensa do filme ‘Yardie’ no 68º Festival de Cinema de Berlim
REUTERS/Hannibal Hanschke
Idris Elba, ator e cineasta britânico, lançou nesta segunda-feira um novo fundo da Organização das Nações Unidas para ajudar agricultores de países mais pobres, pedindo às economias mais ricas que ajudem a evitar “fome e sofrimento” decorrentes da pandemia de coronavírus.
Elba e sua mulher, a modelo e ativista Sabrina Dhowre Elba, deram seu apoio à iniciativa criada pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) para ajudar a conter os impactos econômicos causados ​​pela Covid-19.
O casal, que também foi designado nesta segunda-feira como embaixador da boa vontade do Fida, contraiu o vírus em março, tendo apenas sintomas leves.
“As economias avançadas do mundo estão no meio dessa pandemia no momento e, é claro, precisam fazer tudo o que podem para ajudar seu próprio povo”, disse Elba, de 47 anos, em comunicado.
“Mas o fato é que a ação global também é uma questão de interesse próprio. Enquanto a pandemia ainda ocorrer em qualquer lugar, ela será uma ameaça em todos os lugares”, acrescentou, pedindo aos doadores que aumentem o apoio financeiro para manter os sistemas alimentares rurais operando.
O Fida, agência das Nações Unidas que promove o desenvolvimento rural, disse que investirá 40 milhões de dólares no novo fundo para combater os efeitos da pandemia na produção de alimentos, acesso ao mercado e emprego nos países em desenvolvimento.
A agência também visa arrecadar pelo menos 200 milhões de dólares a mais de governos, fundações e setor privado.