Hospital registra 1º parto de trigêmeos em indígena em Guajará-Mirim, RO


Bebês, uma menina e dois meninos, permanecem internados, pois nasceram com baixo peso. Crianças e mãe passam bem. Trigêmeos de indígenas nasceram com baixo peso no hospital de Guajará-Mirim, mas passam bem.
Divulgação/Hospital Bom Pastor
Uma indígena de 24 anos deu à luz a trigêmeos em Guajará-Mirim (RO) no início deste mês. Esse foi o primeiro parto do tipo a ser realizado na única maternidade da cidade. Os bebês, uma menina e dois meninos, permanecem internados, já que nasceram com baixo peso. Todos passam bem.
A mãe dos pequenos, Zilda Oro Mon, deu à luz a Cacilda, Salomão e Guilherme no dia 4 de novembro, no Hospital Bom Pastor. A informação sobre o nascimento dos bebês foi divulgada na noite de terça-feira (10).
Initial plugin text
Os irmãos nasceram de parto normal e são os primeiros filhos da indígena. O pré-natal foi feito em outra unidade de saúde.
Cacilda chegou ao mundo pesando 1.15 kg, enquanto Salomão e Guilherme estão com 1.575 kg e 2.195 kg, respectivamente.
Zilda Oro Mon deu à luz aos seus primeiros filhos em Guajará-Mirim.
Divulgação/Hospital Bom Pastor
Zilda deu entrada no hospital já em trabalho de parto, com 37 semanas de gestação. Os pequenos seguirão sob observação médica até que atinjam o peso ideal.
O Hospital Bom Pastor atende cerca de 890 mil indígenas da região para consultas, exames, cirurgias, partos e internações.
Bebês seguirão internados até chegarem ao peso ideal em Guajará-Mirim.
Divulgação/Hospital Bom Pastor
Veja mais notícias de meio natureza e meio ambiente