Harley-Davidson apresenta sua primeira aventureira e a inédita Bronx, que chegam ao Brasil até 2021


Motos tiveram apresentação mundial no Salão de Milão, nesta terça. Harley-Davidson Bronx
Rafael Miotto/G1
A Harley-Davidson apresentou nesta terça-feira (5), no Salão de Milão, na Itália, as inéditas Pan America e Bronx. Com lançamento para a Europa em 2020, os modelos também foram confirmados para o mercado brasileiro até 2021.
Depois de começar a vender a sua primeira elétrica, a LiveWire, a marca norte americana trabalha para expandir sua atuação me mais segmentos com uma aventureira, a Pan America, e uma naked, a Bronx.
BMW promete ”rival para Harley’ no Salão de Milão
Acompanhe a cobertura direto da Itália
Harley para a terra
Harley-Davidson Pan America
Rafael Miotto/G1
No ano passado, a Harley já havia mostrada desenhos e fotos dos futuros modelos, mas poucos detalhes foram revalados na época.
Em Milão, a montadora divulgou que ambas terão como base o mesmo motor, mas com diferentes capacidades.
Feita para rodar na terra e no asfalto, a Pan America tem um motorzão V2 de 1250 cc que passa de 145 cavalos de potência.
No caso da Bronx, ele tem 975 cc e rende mais de 115 cv. De acordo com a marca, eles foram desenvolvidos do zero para essa nova linha de motos.
Harley-Davidson Bronx
Rafael Miotto/G1