Hal Holbrook, ator de ‘Na natureza selvagem’ e ‘Todos os homens do presidente’, morre aos 95 anos


Ele interpretou o Garganta Profunda de ‘Todos os homens do presidente’ e, aos 82 anos, se tornou o ator mais velho indicado ao Oscar como coadjuvante em ‘Na natureza selvagem’ (2007).
Hal Holbrook em ‘Na natureza selvagem’
Divulgação
Hal Holbrook, ator premiado, elogiado por sua interpretação do lendário autor norte-americano Mark Twain e cuja obra cinematográfica inclui o personagem misterioso Garganta Profunda de “Todos os Homens do Presidente”, morreu aos 95 anos.
Holbrook morreu no dia 23 de janeiro em sua casa de Beverly Hills, na Califórnia, disse o jornal ‘The New York Times’, segundo o qual o falecimento foi confirmado na noite de segunda-feira por sua assistente, Joyce Cohen.
Em 2008, aos 82 anos, Holbrook se tornou o ator mais velho a ser indicado a um Oscar por seu papel de coadjuvante no filme “Na Natureza Selvagem”.
Mas foi sua recriação do reverenciado romancista, humorista e crítico social norte-americano em “Mark Twain Tonight” que lhe trouxe mais fama, rendendo um prêmio Tony por sua atuação na Broadway em 1966 e a primeira de suas dez indicações ao prêmio Emmy em 1967.
Holbrook também se destacou retratando Abraham Lincoln e recebeu um Emmy de melhor ator por uma minissérie de 1976 baseada na biografia do presidente feita por Carl Sandburg.
Ente seus outros papéis significativos estão o do “major” da produção original da Broadway para “Incidente em Vichy”, de Arthur Miller, e o do parceiro de Martin Sheen em “That Certain Summer”, o primeiro filme de televisão com um retrato simpático da homossexualidade.