Grupo de pagode Vou pro Sereno põe Leci Brandão na roda do álbum ‘Nada pra fazer’


♪ O grupo carioca Vou pro Sereno já está novamente na roda, dois meses após ter apresentado em junho o último dos três EPs com regravações de temas de novelas em ritmo de pagode.
Alex Sereno (tantã e voz), Júlio César (pandeiro e voz), Paulinho Sereno (reco-reco e voz) e Rodrigo Tchutchucão (violão e voz) lançam o álbum ao vivo Nada pra fazer com ênfase na participação de Leci Brandão em quatro das onze faixas – como já sinaliza a foto exposta na capa do disco lançado neste mês de agosto pela gravadora Sony Music.
Leci entra na roda de samba do grupo Vou pro Sereno para soltar a voz em Zé do Caroço (Leci Brandão, 1985), Retrato cantado de um amor (Adilson Bispo e Zé Roberto, 1986), Valeu demais (Leandro Lehart, 1997) – samba que a cantora incorporou ao próprio repertório a partir da gravação feita há 21 anos para o álbum ao vivo Eu sou assim (2000) – e no medley que agrega os sambas Café com pão (Leci Brandão, 1988) e Alvará (Jorge Aragão, 1992).