Gravação inédita de John Lennon é leiloada por R$ 314 mil


Na gravação de 33 minutos, Lennon é entrevistado ao lado de Yoko Ono e canta ‘Radio Peace’. Comprador não teve a identidade revelada. Gravação inédita de John Lennon é leiloada por US$ 58 mil
Philip Davali / Ritzau Scanpix / AFP
A fita cassete está envelhecida e deteriorada, mas quatro palavras em sua etiqueta amarelada revelam seu verdadeiro valor: “John Lenon (sic) – Skyrum Verge”, uma gravação inédita do ex-Beatle que foi leiloada nesta terça-feira (28) em Copenhague por US$ 58 mil dólares, cerca de R$ 314 mil.
A fita de 33 minutos de duração, com uma entrevista e algumas canções do célebre músico, tinha valor estimado inicialmente entre US$ 31,5 mil e US$ 47 mil dólares.
Um comprador fez o lance vencedor por telefone e não teve a identidade revelada.
Yoko Ono concede entrevista em frente a retrato de John Lennon, em Tóquio, em outubro de 2005
Toru Hanai/Reuters
Seus proprietários até agora eram um grupo de dinamarqueses com cerca de 60 anos que, mais de 50 anos atrás, quando eram apenas estudantes, conheceram Lennon e inclusive desfrutaram de suas canções em caráter privado.
A história da fita perdida por meio século começa no início dos anos 1970, em um dia de inverno rigoroso na península de Jutlândia (Dinamarca continental).
Quatro jovens que escrevem para o jornal do instituto em que estudavam desafiaram o vento e a tempestade de neve para chegar até seu ídolo John Lennon, que passava o inverno com sua companheira Yoko Ono em uma área remota do país escandinavo.
“Entramos no salão e vimos John e Yoko (…) sentados em um sofá. Foi fantástico. Também nos sentamos e ficamos muito apertados uns contra os outros”, relembra Karsten Højen, um dos proprietários desta relíquia vendida com fotos desse dia e um exemplar do jornal.
“Eu estava sentado ao lado de Yoko Ono e John Lennon ao lado dela. Nós conversamos, nos divertimos. Ele até esticou as pernas sobre a mesa com suas meias de lã. Foi muito íntimo”, conta, agora com 68 anos.
No final de dezembro de 1969, em um episódio até agora esquecido, John Lennon e Yoko Ono viajaram ao reino escandinavo para visitarem Kyoko, filha de Yoko, que vivia com seu pai no norte de Jutlândia.
A visita foi discreta, mas chamou a atenção dos moradores e o cantor organizou uma coletiva de imprensa que coincidiu com o dia de retorno das aulas, explica Højen.
Ele e seus amigos convenceram o diretor a embarcar na aventura e foram liberados para tentar falar com o cantor, meses antes da dissolução dos Beatles.
Devido a uma série de circunstâncias bizarras e à tempestade, os quatro estudantes estiveram com seu entrevistado em um ambiente descontraído e familiar.
– Para um museu ou para Yoko Ono? -Højen e seus amigos decidiram se livrar de seu tesouro porque não tiravam realmente proveito dele e não pretendiam compartilhá-lo com seus descendentes.
“Ficaríamos contentes se um museu se interessasse ou, por quê não, a própria Yoko Ono”, disse este consultor de gestão cultural.
Para ouvir a gravação, que não está disponível em nenhum outro lugar, é necessário ter um bom toca-fitas. Um trecho divulgado faz pensar que a qualidade ainda está boa.
“É preciso relaxar e levar um bom tempo para ouvi-la”, disse Alexa Bruun Rasmussen, diretora da casa de leilões Bruun Rasmussen, encarregada pela venda.
“Eles tocam ‘Give peace a chance’, mas com palavras diferentes e (Lennon) incorpora aspectos dinamarqueses locais, o que evidentemente é muito divertido para nós. Também tocam ‘Radio Peace’, que nunca foi lançada”, explica.
Segundo ela, ouvir a fita é muito emocionante.
“É muito sincera, muito local. Acredito que isso a torna única, porque John Lennon fala com jovens estudantes, eles compartilham a paixão da mensagem de paz. E vemos claramente que existe uma conexão entre eles”, disse Bruun Rasmussen.
Karsten Højen explicou os detalhes desse dia de inverno a seus filhos e netos. Em breve, esta será sua única recordação, já que está vendendo a fita sem tê-la digitalizado.
cbw/phy/ial/dbh/me/aa/mvv