GM anuncia layoff para 600 funcionários em São José dos Campos, diz sindicato


Segundo entidade, o motivo alegado pela empresa é a falta de peças na produção. A suspensão teria duração de 8 de março a 2 de maio e será levada para votação em assembleia nesta terça-feira (2). GM tem cerca de 5 mil empregados na fábrica em São José dos Campos
Camilla Motta/ G1
A General Motors (GM) anunciou nesta segunda-feira (1º) um layoff (suspensão temporária de contrato) para 600 trabalhadores da planta de São José dos Campos (SP). A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos.
Segundo a entidade, o motivo alegado pela empresa é a falta de peças na produção. A suspensão teria duração de 8 de março a 2 de maio.
O sindicato informou que a montadora ressaltou na reunião as vendas no setor seguem aquecidas em 2021. Uma nova reunião entre o sindicato e a GM irá ocorrer na quarta-feira (3), às 9h.
Na terça-feira (2) será feita uma assembleia para apresentar a proposta de layoff feita pela empresa aos funcionários. Atualmente, segundo o sindicato, 368 trabalhadores da fábrica já se encontram em layoff. O grupo tem previsão de retorno para 8 de abril.
A montadora tem cerca de 3,5 mil trabalhadores e produz o modelo S10 na planta de São José dos Campos. A GM foi procurada pelo G1, que aguardava retorno até a publicação da reportagem.
Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina