Fuvest 2021: veja as questões mais difíceis da prova da 1ª fase, segundo professores de cursinhos


Além das questões habituais de física e química, professores de cursinhos de São Paulo afirma a prova de português e linguagens exigiu muito conhecimento dos vestibulandos neste ano. Fiscal aplica prova a estudantes que participam da primeira fase do vestibular da Fuvest 2021 neste domingo (10), na capital paulista.
Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo
A prova da primeira fase do vestibular da Fuvest, realizada neste domingo (10) trouxe questões bem complicadas na avaliação de estudantes e professores de cursinhos de São Paulo.
O professor Wander Azanha, coordenador do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante, avalia que as questões estão entre as mais difíceis porque relacionam mais de um assunto, aumentando o grau de dificuldade para a resolução dos estudantes.
“As questões anotadas de cada matéria são difíceis porque envolvem dois conhecimentos da estrutura da matéria. Algumas questões de matemática, por exemplo, envolvem as vezes dois assuntos para poder resolver, como em História, também, onde havia dois fatos históricos para se entender a questão”, afirma Azanha.
Veja o gabarito oficial da prova da primeira fase do vestibular
TEMPO REAL: Veja a cobertura da 1ª fase da Fuvest
O que mudou no calendário de vestibulares por causa da pandemia
Para Marcio Guedes, coordenador do curso Poliedro, além da dificuldade habitual das disciplinas de exatas, a prova da Fuvest neste ano também trouxe dificuldades em Português, aplicando cinco questões de gramática que nas edições anteriores não tinham sido sobradas pela banca examinadora.
“Diferente do que a Fuvest fez nos últimos anos, especialmente no ano passado em que ela zerou as questões de gramática, nesta edição ela apareceu com cinco questões dessa natureza. Tanto na gramática, quanto no texto e na literatura, a prova apresentou questões exigentes, que necessitavam de uma leitura atenta do aluno. Não dava para rapidamente responder. Foi uma prova conteudista. Na gramática foi cobrado verbo, função sintática de pronome, que é uma coisa que pouquíssimas vezes caiu. Foi uma prova forte que exigiu bastante”, comenta Guedes.
O professor Sérgio Henrique, do cursinho Objetivo, também prova de linguagens muito exigente para os vestibulandos.
“E pensando em nível de dificuldade, a questão do Machado era uma questão relativamente mais fácil, enquanto que as questões do ‘Nove Noites’ e do poema do Drummond eram muito difíceis. A prova de linguagens exigiu um nível de gramática bastante alta do aluno”, diz ele.