Francisco Camargo viveu seis meses com saúde e ‘boa qualidade de vida’ antes de internação e morte, diz médico


Ele avalia que causa da morte foi combinação de pequenas comorbidades. Adilon Cardoso acompanhava paciente há dez anos e disse que ele teve quadro de pneumonia, piora das funções renais e cardíacas. Médico fala sobre causa da morte de Francisco Camargo, pai de Zezé e Luciano
O médico cirurgião gástrico Adilon Cardoso contou que, antes das últimas duas semanas, Francisco Camargo, que morreu na noite de segunda-feira (23), em Goiânia, viveu seis meses em bom estado de saúde e teve qualidade de vida. Segundo o especialista, nas últimas duas semanas ele recebia tratamento para pneumonia, problemas nas funções renais, gástricas e cardíacas.
“Para um paciente da idade dele, pequenas comorbidades juntas tinham um poder maior de complicação. O importante é que nos últimos seis meses, após uma internação em fevereiro, ele teve a melhor fase de saúde dele dos últimos quatro anos. Ele conseguia caminhar, se divertir”, contou Adilon.
Filho mais velho do “seu Francisco”, como era conhecido, Zezé Di Camargo contou que, nesse período, aproveitou muito da companhia do pai. Por causa da pandemia, eles ficaram um tempo no sítio, o lugar preferido do pai.
“Fazia 30 anos que eu não usufruía tanto do meu pai. As circunstâncias da vida, por incrível que pareça, essa doença acabou me dando um presente. […] Deus é tão bom que todo tempo [em que estivemos na fazenda] não teve um problema”.
“Ele chegou a andar na fazenda, pescar. Deus me deu esse presente de dar um beijo no meu pai antes de ir dormir e na hora de acordar [nesses dias]”, contou durante entrevista.
O corpo de Francisco é velado no Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Luciano, que faz dupla com Zezé, não conseguiu viajar à capital goiana para se despedir do pai porque foi diagnosticado recentemente com Covid-19 e está isolado na casa em que mora em São Paulo (SP).
Zezé e o pai, Francisco Camargo em foto publicada nas redes sociais em 9 de agosto
Reprodução/Instagram
Evolução do quadro
Antes da internação mais recente, seu Francisco já havia sido hospitalizado outras vezes por causa de problemas de saúde. A internação mais longa aconteceu em 2018, quando ele ficou mais de um mês no hospital devido a uma pneumonia.
Já em fevereiro deste ano, o idoso voltou a ser internado para tratar uma infecção decorrente de um enfisema pulmonar. Ele ficou oito dias hospitalizado na ocasião. Foi depois dessa alta médica que ele teve um período mais sadio, segundo o médico.
Morre Francisco Camargo, pai de Zezé di Camargo e Luciano
Segundo Adilon, Francisco precisou ser internado no último dia 10 de novembro. Durante a internação, ele teve um sangramento que exigiu uma cirurgia de emergência, que foi bem-sucedida, mas da qual o paciente não se recuperou bem.
“Foi realizada a cirurgia, que é de um corte considerável, ele teve uma evolucao não satisfatória, perda da função renal, dificuldade de manter padrões cardíacos, toda uma evolução que é própria para um paciente dessa idade após uma operação”.
“Ele teve uma piora na parte cardíaca e pulmonar até uma falência completa da função cardíaca e, apesar das manobras que fizemos, ontem veio a óbito em decorrência disso”, explicou.
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
Morre Francisco Camargo em Goiânia, Goiás
Arte/G1
VÍDEOS: confira informações mais recentes sobre o pai de Zezé Di Camargo e Luciano
Initial plugin text