Filhotes de guaxinim, caititu e urubu são resgatados e passam por cuidados em MT


A mãe dos guaxinins havia sido atropelada na região do Distrito Caramujo. PM resgatou quatro filhotes de guaxinim- sul-americano, conhecido popularmente, por Mão Pelada
Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Sete filhotes de animais silvestres, sendo quatro guaxinins, um caititu e dois urubus da cabeça preta, foram resgatados nessa semana por equipes do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) nas cidades de Tangará da Serra, Cárceres e Cuiabá.
Em Tangará da Serra, os policiais resgataram um filhote de caititu no bairro Jardim Alto Alegre.
Um guaxinim – sul-americano sendo alimentado pelos militares do Batalhão Ambiental
Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
O animal silvestre, popularmente conhecido como cateto, foi encontrado por um homem que salvou o filhote que estava as margens da rodovia que liga as cidades de Tangará da Serra a Campo Novo do Parecis.
O homem relatou que pegou o caititu pois temia que o animal fosse atropelado, ele chegou a procurar a mãe do filhote na região, mas não encontrou e decidiu acionar a PM.
O animal foi entregue sem lesões e saudável. O filhote foi alimentado com leite de vaca diluído em água e encaminhado à sede do Batalhão de Barra do Bugres.
Já em Cáceres, a PM resgatou quatro filhotes de guaxinim- sul-americano, conhecido popularmente, por Mão Pelada.
A mãe dos animais havia sido atropelada na região do Distrito Caramujo. Os filhotes não apresentam problemas de saúde e estão sob os cuidados dos militares do Batalhão Ambiental.
Em Tangará da Serra, os policiais resgataram um filhote de caititu no bairro Jardim Alto Alegre
Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Na capital, a Polícia Militar recebeu dois filhotes de urubus cabeça preta. Os animais foram encontrados as margens de uma rua e populares fizeram a entrega dos urubus na sede do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, no bairro Verdão.
Os filhotes foram resgatados pelo policiais ambientais da PM e estão sendo cuidados na sede da unidade especializada, em Várzea Grande.