FI Group promove café para fomentar a inovação

Especialistas de instituições como Sidia e Finep revelam as principais diretrizes sobre como as empresas podem financiar projetos e obter um bom retorno fiscal

Referência no setor de financiamento de PD&I, o FI Group promoveu no último dia 05, em São Paulo, um café da manhã com o intuito de debater e fomentar a inovação nas empresas brasileiras, para que os profissionais do mercado entendam como financiar projetos com este objetivo e obter retorno fiscal. O evento contou com especialistas como o Diretor de Negócios do FI Group, Anderson Rodrigues, a Analista Sênior de Projetos da Finep, Andrea Leal e o New Business Developer do Instituto de Ciência e Tecnologia (Sidia), Antonio Carlos Melillo.

O evento teve início com a palestra de Antonio Carlos Melillo, do Sidia, que exemplificou projetos e cases aplicados ao setor de indústria e serviços, que incluem realidade mista (VR/AR), visão computacional, automação, internet das coisas e inteligência artificial. O Instituto, localizado em Manaus (AM), é responsável por implementar soluções inovadoras nas empresas por meio de atividades de pesquisa e desenvolvimento. De acordo com Anderson Rodrigues, do FI Group, a escassez de mão de obra qualificada ainda é um gargalo, já que em alguns casos, as empresas não possuem área de tecnologia para desenvolver projetos de inovação. Por isso, essas organizações acabam buscando instituições como o Sidia para viabilizá-los.

Já Andrea Leal, da FINEP, apresentou os principais mecanismos de fomento à inovação como o FINEP Conecta, FINEP IoT e Inovacred 4.0. A FINEP é uma agência pública que financia a inovação, desde a pesquisa básica até a preparação do produto para o mercado. Segundo a especialista, a parceria com o FI Group é extremamente importante, uma vez que a consultoria auxilia o FINEP a instruir as empresas. “O FI Group esclarece para as empresas que a inovação não é um custo e sim um investimento, ajudando as organizações a selecionar o melhor instrumento para conseguir o financiamento”, afirma Andrea.

Para fechar a grade de discussão, Anderson Rodrigues, do FI Group, ministrou uma palestra sobre os principais incentivos públicos VS investimentos em PD&I. Para o executivo, é importante que as empresas entendam que o conceito de inovação pode ser um processo ou serviço que visa o ganho de qualidade, produtividade e competividade para o mercado, para o país ou até mesmo para a própria empresa. “É importante que o ciclo de inovação cresça para gerar competitividade no Brasil. Desta forma, fazer investimentos em tecnologias, em integrações e customizações de sistemas é fundamental, e o FI Group pode auxiliar empresas em todo Brasil a estruturar e pleitear financiamentos via FINEP a qual os dispêndios com os projetos em parceria com o instituto Sidia podem ser revertidos como incentivo fiscal via Lei do Bem”, finaliza.

Sobre o FI Group

O FI Group é referência no setor de financiamento de PD&I. Com um know-how de mais de 20 anos, o grupo é especialista na obtenção de financiamentos e subvenções econômicas. A consultoria assessora as empresas por todo o Brasil com 9 escritórios na gestão de incentivos fiscais (tais como Lei do Bem, Lei de Informática ou Rota 2030, entre outros) e no financiamento da PD&I, por meio da concepção e da implementação de ações que visam maximizar o desenvolvimento tecnológico e econômico de seus clientes. Globalmente, o FI Group já tem uma carteira com mais de 11.500 empresas em 10 países, e valida anualmente mais de 20 mil projetos. No Brasil, a empresa atua hoje com mais de 1.000 clientes, no qual foram revisados mais de 3.400 projetos.