Festival In-Edit tem filmes sobre Pitty, Dorival Caymmi, Johnny Cash e aula com diretor inglês Julien Temple


Programação tem mais de 60 filmes brasileiros e internacionais sobre música, com opções gratuitas. Festival começa nesta quarta (9) e segue até 20 de setembro. Festival In-Edit tem filmes sobre Pitty, Dorival Caymmi, Johnny Cash e Charles Aznavour
Divulgação/AFP
O Festival In-Edit, dedicado a documentários e curtas sobre música, começa nesta quarta (9) em uma versão on-line. A mostra deste ano tem mais de 60 filmes nacionais e internacionais, com opções gratuitas ou a R$ 3 para alugar.
Até o dia 20 de setembro, a programação traz histórias de artistas, bandas e movimentos culturais que marcaram a história da música. Ela pode ser acompanhada no site oficial do festival.
Dois dos destaques nacionais são os filmes “Matriz.Doc”, que mostra a criação do novo CD da Pitty, uma volta às raízes baianas, e “Dorivando Saravá, O Preto Que Virou Mar”, sobre a vida, a obra e o legado de Dorival Caymmi para artistas negros.
Uma versão das filhas de Johnny Cash sobre o papel de sua esposa em sua carreira; as memórias do cantor francês Charles Aznavour, que morreu em outubro de 2018; e o depoimento de Bill Wyman, baixista original dos Rolling Stones, considerado do “Stone quieto”, são os destaques internacionais.
Além dos filmes, o festival também promove debates e entrevistas com diretores e artistas. O destaque da programação é a aula do diretor britânico Julien Temple. O cineasta é conhecido por assinar os documentários “The filth and the fury” (2000), sobre o Sex Pistols, e “Joe Strummer: the future is unwritter” (2007), sobre o líder do The Clash.
Confira a lista completa de filmes:
Filmes brasileiros:
“Aleluia, O Canto Infinito Do Tincoã”
“Dom Salvador & The Abolition”
“Dorivando Saravá, O Preto Que Virou Mar”
“Garoto – Vivo Sonhando”
“Neojibá – Música Que Transforma”
“Porfírio Do Amaral: A Verdade Sobre o Samba”
“Afro-Sampas”
“Arto Lindsay 4D”
“Elton Medeiros – O Sol Nascerá”
“Liberta – Flicts”
“Mangueira Em 2 Tempos”
“Matriz.Doc”
“Memórias Afro-Atlânticas”
“Sambalanço – A Bossa Que Dança”
“Ventos que Sopram – Pará”
“Bernardo Na Vida, BMO Na Batalha”
“Encantadeiras – O Canto E O Encanto Das Quebradeiras De Coco Babaçu”
“Faça Você Mesma”
“Hip Hop E Mercado: O Rap”
“Mestre Cupijó e seu Ritmo”
“Na Dança”
Internacionais:
“7 Évoras Em Kepa”
“Batida de Lisboa”
“Silêncio – Vozes De Lisboa”
“Vadio – I Am Not A Poet”
“Variações”
“Zé Pedro Rock’n’Roll”
“Aznavour by Charles”
“Gay Chorus Deep South”
“Ibiza – The Silent Movie”
“Inner Landscape”
“Kate Nash: Underestimate the Girl”
“Keyboard Fantasies: The Beverly Glenn-Copeland Story”
“My Darling Vivian”
“Funk The Capital: Building A Sound Movement”
“Rebel Dread”
“Sarajevo: State In Time (A Story Of Laibach & NSK)”
“Sufi, Saint And Swinger”
“Swans: Where Does A Body End?”
“The Changin’ Times Of Ike White”
“The Chills: The Triumph & Tragedy Of Martin Phillipps”
“The El Duce Tapes”
“The Men’s Room”
“The Quiet One”
“Un Sonido Original De América”
“Welcome To The Dark”
“White Riot”
“Who Let The Dogs Out?”
Curtas:
“13 Horas”
“Amaro Freitas – O Piano Como Extensão Da Alma”
“Cantos De Origem”
“Cidade São Mateus”
“Dub Magnificente”
“Eu Vejo Névoas Coloridas”
“Free Seat”
“Jazsmetak”
‘Nas Quebradas do BoiAutoramas”
“Nas Quebradas do Boi”
“Naticorda”
“Quando Elas Cantam”
“UN”
“Viva Alfredinho!”