Festa à distância: saiba como fazer e conheça endereços de baladas virtuais


Baladas em isolamento no Zoom e outros apps pipocam pelo Brasil, EUA e Europa. Evento ‘VIP’ criado em Nova York custa até R$ 80. Saiba como montar festa e conheça projetos. Frequentadores do Club Quarentine, balada à distância criada por DJs em Toronto, no Canadá
Divulgação / Club Quarentine
A quarentena para conter o avanço do novo coronavírus causou um apagão imediato em boates do mundo inteiro. Passado o susto, DJs e fãs de música eletrônica testam alternativas, como a balada à distância.
Depois de participar de uma festa no Zoom e voltar para contar a história (ouça podcast abaixo), o G1 também mostra dicas de como fazer sua própria balada remota ou, se preferir, visitar os endereços virtuais dos principais eventos.
Há vários projetos pelo mundo semelhantes à Boate aZoom, criada pelo DJ Omulu, do Rio de Janeiro.
De Toronto saiu o Club Quarentine, que recebe até mil pessoas, sempre com fila (virtual), e foi chamado pelo site “The Cut” de “o clube mais quente” da quarentena.
Em uma destas festas do Club Quarentine, em parceria com a revista “Paper”, Pabllo Vittar foi DJ. Charlie XCX também já discotecou por lá.
Em Nova York há o Club Quarentee, que tenta emular uma experiência “VIP”, com ingressos de US$ 10 a US$ 80 – os mais caros permitem entrar em salas junto de DJs webcelebridades e dançarinas.
Um coletivo de Londres tem feito eventos no Zoom chamados Queer House Parties, sempre para mil pessoas, reunindo o público LGBT, fundamental na cena da música eletrônica.
Em Berlim, a meca dessa cena, os clubes se juntaram no site United We Stream, que transmite discotecagens todas as noites, além de reunir doações. E esse site já tem filiais em outras cidades da Europa.
Como fazer uma festa à distância?
Repórter do G1 acompanha balada à distância na ‘Boate aZoom’
Rodrigo Ortega / G1
O Zoom, aplicativo que surgiu como ferramenta para reuniões e conferências à distância, foi descoberto como solução para estas festas. E elas podem ser menores. Para ajudar quem quer promover uma entre amigos, o DJ Omulu explicou o passo a passo.
Veja o passo a passo de Omulu para fazer uma festa dentro do Zoom:
É difícil fazer sem usar uma conta paga. As de menor valor já permitem fazer livremente reuniões de mais de 40 minutos. A conta mais simples tem limite de 100 pessoas.
O criador do evento tem que usar a opção automática de colocar todos os presentes no mudo – caso contrário, a festa viraria um ruído só. A interação entre o público é por chat de texto.
No menu avançado de compartilhamento no Zoom, há a opção “compartilhar música ou áudio”. Esse é o segredo. Selecione essa opção, e o som do seu computador passa a ser transmitido.
Mas ainda é preciso usar um programa para fazer a discotecagem (Virtual DJ, Traktor, Rekordbox, Serato ou outro). Na configuração deste programa, você deve escolher o Zoom como saída de áudio (opção “Zoom audio device”).
Parte técnica resolvida, o DJ também deve usar seu microfone para atuar como MC, ou mestre de cerimônias. Dar aviso aos presentes, promover interação – enfim, ser o anfitrião da festa.
Veja baladas à distância no Brasil e no mundo:
Boate AZoom / Bitclub (Brasil)
Festa Trophy (Brasil)
Club Quarentine (Canadá)
Club Quarentee (EUA)
Queer House Party (Inglaterra)
United We Stream Berlim
United We Stream Manchester
United We Stream Viena
United We Stream Stuttgart
As cenas de ‘lives’ da quarentena que já estão na história do entretenimento brasileiro