Famosa fabricante de guitarras irá ensinar canções a músicos por app

Fabricante irá desenvolver aplicativo para ensinar canções a músicos

Fabricante irá desenvolver aplicativo para ensinar canções a músicos

REUTERS/Max Rossi

A fabricante de instrumentos musicais Fender ajudará os músicos a aprenderem suas canções favoritas com suas guitarras através de um serviço de assinatura lançado nesta terça-feira (22) que mostrará os acordes de milhões delas, no esforço mais recente da estratégia de lucro digital da marca de guitarras de 73 anos.

Chamado de Fender Songs, o aplicativo usa uma tecnologia de aprendizado de máquina que analisa canções ouvidas pelo serviço de streaming da Apple Music e gera diagramas de acordes para elas. A Fender usa auditores humanos para conferir o trabalho dos computadores, e fez uma parceria com grandes gravadoras para garantir a exatidão dos diagramas e com editoras musicais para que os artistas sejam remunerados pelo uso das letras.

O aplicativo custa 4,99 dólares (R$ 20,30) por mês e 41,99 dólares (R$ 170) por ano. No modo “toque junto”, ele exibe os acordes e as letras na tela do celular à medida que a música toca.

A Fender, cujas guitarras já foram tocadas por músicos que vão de Jimi Hendrix a Jack White, lançou quatro aplicativos nos últimos dois anos na tentativa de conquistar novos músicos e redespertar o interesse dos que já tocam.

Andy Mooney, presidente-executivo da Fender, disse à Reuters que a empresa passou quase dois anos firmando acordos com detentores de direitos de gravação, como a Warner Music Group, para garantir a precisão dos diagramas e com as editoras musicais Sony/ATV Music Publishing, Warner Chappell Music, Kobalt e BMG para tratar dos direitos autorais das músicas.

“Era essencial para nós que estivéssemos 100% legalizados quando o produto saísse – queremos garantir que os artistas sejam justamente compensados pelo trabalho”, disse Mooney.

Inicialmente, o Fender Songs só funcionará em dispositivos da Apple, em parte porque depende dos acordos existentes da Apple Music com gravadoras para ter certeza de que os pagamentos são feitos por cada canção ouvida. Mas Ethan Kaplan, gerente-geral da Fender Digital, disse que a companhia espera incluir outros serviços no futuro.

A Fender apostou sua estratégia de crescimento digital na premissa de que o interesse na música está crescendo.

“Existem 255 milhões de pessoas pagando por streaming hoje”, argumentou Kaplan. “Queremos abordar o mercado inteiro”.

A iniciativa digital tem ajudado as vendas da empresa a crescerem na porcentagem de “um dígito alto, dois dígitos baixos”, e a Fender acredita que encerrará 2019 “saudavelmente acima” dos 600 milhões de dólares de rendimento, disse Mooney à Reuters.

Robô pizzaiolo pode produzir até 300 pizzas em apenas uma hora